Motorista do diretor da Dersa levava dinheiro em mochilas

O motorista Pedro Alcântara Brandão Filho, um dos alvos da Operação Pedra no Caminho, que apura desvios de R$600 milhões na Dersa, revelou que que além das crianças também transportava ‘valores altos’:  “Já cheguei a encher mochilas” ele trabalhava para Pedro da Silva, um dos dirigentes da Dersa durante o governo Alckmin

Motorista do diretor da Dersa levava dinheiro em mochilas
Motorista do diretor da Dersa levava dinheiro em mochilas

SP 247 - Braço da Lava Jato em São Paulo, a Pedra no Caminho levou para a cadeia dois ex-dirigentes da Dersa: Pedro da Silva e Laurence Casagrande Lourenço, que chegou a ser secretário de Transportes e Logística do governo Alckmin.

Em entrevista a Luiz Vassallo, no Estadão, o motorista Pedro Alcântara Brandão Filho, um dos alvos da Operação Pedra no Caminho, que apura desvios de R$600 milhões na Dersa diz ter trabalhado para a mulher de Pedro da Silva, um dos diretores da Dersa (o outro é Laurence Casagrande Lourenço) preso nessa Operação.

“Os investigadores queriam saber por que o motorista, que tirava R$ 2 mil por mês, fez depósitos de até R$ 50 mil nas contas de Pedro da Silva – o ex-diretor chegou a girar R$ 50 milhões, segundo dados bancários. É que além das crianças, explicou Pedro, ele supostamente também transportava ‘valores altos’ para o casal. “Já cheguei a encher mochilas”

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247