Movimentação de mercadorias no Pecém cresce 51%

Este ano, 1.6 milhão de toneladas foram movimentadas, contra um milhão em janeiro e fevereiro de 2014. As importações contribuíram com 1.4 milhão de toneladas, enquanto as exportações tiveram participação de 198 mil

Este ano, 1.6 milhão de toneladas foram movimentadas, contra um milhão em janeiro e fevereiro de 2014. As importações contribuíram com 1.4 milhão de toneladas, enquanto as exportações tiveram participação de 198 mil
Este ano, 1.6 milhão de toneladas foram movimentadas, contra um milhão em janeiro e fevereiro de 2014. As importações contribuíram com 1.4 milhão de toneladas, enquanto as exportações tiveram participação de 198 mil (Foto: Renata Paiva)

Ceará 247 - Nos dois primeiros meses de 2015, a movimentação de mercadorias através do porto do Pecém registrou variação positiva de 51%, comparando-se com o mesmo período do ano passado. Este ano, 1.6 milhão de toneladas foram movimentadas, contra um milhão em janeiro e fevereiro de 2014. As importações contribuíram com 1.4 milhão de toneladas, enquanto as exportações tiveram participação de 198 mil, com destaque para os granéis sólidos que registraram elevação de 142% em relação ao mesmo período do ano anterior.

No transporte de longo curso foram movimentadas 1.4 milhão de toneladas, enquanto na cabotagem, que é a navegação entre portos do mesmo país, a movimentação foi de 143 mil t. As frutas que registraram maior participação foram o melão, com 18 mil t, seguindo-se melancia com três mil e manga com duas mil. O Rio Grande do Norte continua liderando a origem das frutas, com participação de 61%, secundado pelo Ceará (33), Bahia e Pernambuco (3% cada). O principal destino é mais uma vez a Holanda com 43%, seguida da Grã Bretanha (25), Espanha (16), Itália (7) e Estados Unidos com 4%.

No ranking das importações de todos os portos brasileiros, segundo a Secex – Secretaria do Comércio Exterior do Ministério da Indústria, Comércio e Desenvolvimento o porto cearense é líder absoluto na movimentação de clinkers (cimentos não pulverizados), com participação de 41%, seguido pelos portos de São Luiz com 22 e Suape com 19%. O Pecém é segundo colocado na exportação de frutas, com participação de 26%, ficando a liderança com o porto de Parnamirim (RN), que registrou participação de 41%.

Com Cearaportos

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247