Movimento de mulheres contra Bolsonaro define evento em Salvador

A “Virada Feminina contra Bolsonaro” será realizada nos dias 28 e 29 de setembro em Salvador; nos atos estarão presentes mulheres de esquerda e de direita; a bandeira fixa é: “não importa o seu candidato, desde que não seja Bolsonaro”; movimento representa eleitoras que se uniram contra os discursos de ódio, sexistas, homofóbicos e racistas veiculados pelo candidato Jair Bolsonaro

Movimento de mulheres contra Bolsonaro define evento em Salvador
Movimento de mulheres contra Bolsonaro define evento em Salvador

Bahia 247 – O evento a “Virada Feminina contra Bolsonaro” será realizado durante dois dias em Salvador, no Centro da cidade, nos dias dia 28 e 29 de setembro. Nestes atos estarão presentes mulheres de esquerda e de direita, indiscriminadamente. A bandeira fixa é: “não importa o seu candidato, desde que não seja Bolsonaro”.

Segundo reportagem publicada no Política Livre,  Mulheres Unidas Contra Bolsonaro representa um coletivo de eleitoras que se uniram em um grupo fechado, nas redes sociais, em contraposição aos discursos de ódio, sexistas, homofóbicos e racistas veiculados pelo candidato Jair Bolsonaro.

Um grupo apartidário que pretende barrar a candidatura incentivadora de pautas prejudiciais à sociedade em geral e, especialmente, às mulheres. O grupo inicial já alcançou o número de 2 milhões e 500 mil mulheres negras, brancas, indígenas, socialistas, capitalistas, de centro, evangélicas, católicas, umbandistas, budistas, islâmicas, ateias e representativas da diversidade brasileira.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247