Movimento Kizomba denuncia ação truculenta da Guarda Municipal

O movimento de juventude Kizomba está denunciando nas redes sociais um confronto entre seus militantes e a Guarda Municipal de Fortaleza. Segundo Nota de Repúdio publicada no Facebook teria havido conflitos com a Guarda Municipal na Praça da Gentilândia, no bairro do Benfica. "Hoje, 16 de setembro, na praça da Gentilândia no bairro Benfica a guarda municipal fez uma ação de forma autoritária e truculenta, atirando e agredindo as juventudes que ali estavam em mais um rolêzinho que acontece habitualmente nas sextas-feiras".

O movimento de juventude Kizomba está denunciando nas redes sociais um confronto entre seus militantes e a Guarda Municipal de Fortaleza. Segundo Nota de Repúdio publicada no Facebook teria havido conflitos com a Guarda Municipal na Praça da Gentilândia, no bairro do Benfica. "Hoje, 16 de setembro, na praça da Gentilândia no bairro Benfica a guarda municipal fez uma ação de forma autoritária e truculenta, atirando e agredindo as juventudes que ali estavam em mais um rolêzinho que acontece habitualmente nas sextas-feiras".
O movimento de juventude Kizomba está denunciando nas redes sociais um confronto entre seus militantes e a Guarda Municipal de Fortaleza. Segundo Nota de Repúdio publicada no Facebook teria havido conflitos com a Guarda Municipal na Praça da Gentilândia, no bairro do Benfica. "Hoje, 16 de setembro, na praça da Gentilândia no bairro Benfica a guarda municipal fez uma ação de forma autoritária e truculenta, atirando e agredindo as juventudes que ali estavam em mais um rolêzinho que acontece habitualmente nas sextas-feiras". (Foto: Fatima 247)

O movimento de juventude Kizomba está denunciando nas redes sociais um confronto entre seus militantes e a Guarda Municipal de Fortaleza. Segundo Nota de Repúdio publicada no Facebook teria havido conflitos com a Guarda Municipal na Praça da Gentilândia, no bairro do Benfica. "Hoje, 16 de setembro, na praça da Gentilândia no bairro Benfica a guarda municipal fez uma ação de forma autoritária e truculenta, atirando e agredindo as juventudes que ali estavam em mais um rolêzinho que acontece habitualmente nas sextas-feiras".

Ainda segundo a nota do Kizomba, Kelvin Cavalcante, militante do MTST, foi agredido pela Guarda Municipal de Fortaleza, por filmar a ação truculenta da guarda, sendo detido e levado para a delegacia. O militante já foi liberado. Por orientação do advogado que acompanhou caso, o jovem já fez exame de corpo de delito e registrou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO).

Segundo depoimentos de outras pessoas presentes na praça, a Guarda Municipal teria usado  bombas de gás lacrimogênio e balas de borracha para dispersar os jovens que estavam no local. O jovem teria começado a filmar e os integrantes da Guarda Municipal foram reclamar, afirmando que ele não poderia fazer aquilo. Após um bate boca, o jovem foi agredido, detido e levado para delegacia Ainda segundo os depoimentos, o jovem teria sido novamente agredido pelos integrantes da Guarda Municipal, no trajeto entre a Praça e a delegacia. 

A ação da Guarda Municipal foi registrada em vídeo por outras pessoas e o movimento de juventude afirmou que vai postar as imagens nas redes sociais para comprovar a denúncia e deverá também organizar um ato contra a repressão em Fortaleza.

Na nota o Kizomba cobra um posicionamento da Prefeitura de Fortaleza. "Cobramos desde já um posicionamento da Prefeitura Municipal de Fortaleza sobre a ação do dia de hoje na Praça da Gentilândia. Convidamos as juventudes a se somar na construção de um grande ato contra a repressão policial em Fortaleza". Veja a íntegra da nota do Kizomba

Nos grupos de whatsapp circula ainda outra denúncia sobre as ações da Guarda Municipal que teria acontecido na Praça do Leões, no centro de Fortaleza, na madrugada de hoje. "Na segunda, na mesma noite em outra festa, dessa vez na Praça dos Leãos, a mesma guarda disparou aleatoriamente numa multidão de pessoas, expulsando aos gritos de "Acabou a festa!" e balas de borracha, centenas de pessoas que exerciam o seu direito de ocupar o espaço público! Além de todo o debate de ocupação, o que a Guarda fez trouxe um sério risco a segurança de uma multidão de pessoas. Gente correndo desesperada para fugir de bombas e balas de borracha, num espaço extremamente lotado! Essa mistura causada pelo despreparo de quem deveria, por concepção, proteger o espaço público e prestar segurança para quem o ocupa, quase provoca uma tragédia no Lions".

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247