Movimentos contra e a favor de Lula se mobilizam para pressionar o STF

Movimentos contra e a favor do ex-presidente marcam atos públicos para hoje e amanhã. Em Fortaleza, movimentos de extrema direita, que são contra o ex-presidente, devem fazer um ato hoje, à 18 horas, na Praça Portugal, convocado pelo grupo "Vem Pra Rua". Amanhã à tarde é a vez dos movimentos populares que defendem o ex-presidente, liderados pelas Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, além dos partidos do campo democrático, mobilizarem os apoiadores de Lula. O ato contará com a presença de Guilherme Boulos, presidenciável do PSOL e coordenador do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) 

Movimentos contra e a favor do ex-presidente marcam atos públicos para hoje e amanhã. Em Fortaleza, movimentos de extrema direita, que são contra o ex-presidente, devem fazer um ato hoje, à 18 horas, na Praça Portugal, convocado pelo grupo "Vem Pra Rua". Amanhã à tarde é a vez dos movimentos populares que defendem o ex-presidente, liderados pelas Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, além dos partidos do campo democrático, mobilizarem os apoiadores de Lula. O ato contará com a presença de Guilherme Boulos, presidenciável do PSOL e coordenador do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) 
Movimentos contra e a favor do ex-presidente marcam atos públicos para hoje e amanhã. Em Fortaleza, movimentos de extrema direita, que são contra o ex-presidente, devem fazer um ato hoje, à 18 horas, na Praça Portugal, convocado pelo grupo "Vem Pra Rua". Amanhã à tarde é a vez dos movimentos populares que defendem o ex-presidente, liderados pelas Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, além dos partidos do campo democrático, mobilizarem os apoiadores de Lula. O ato contará com a presença de Guilherme Boulos, presidenciável do PSOL e coordenador do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST)  (Foto: Fatima 247)

Ceará 247 - O julgamento do Habeas Corpus impetrado pela defesa do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva, marcado para amanhã (4), no Supremo Tribunal Federal, está dominando a agenda política do País. Movimentos contra e a favor do ex-presidente marcam atos públicos para hoje e amanhã.

Em Fortaleza, movimentos de extrema direita, que são contra o ex-presidente, devem fazer um ato hoje (3), à 18 horas, na Praça Portugal, convocado pelo grupo "Vem Pra Rua". A expectativa dos organizadores é conseguir repetir as mobilizações que lotaram aquela praça da área nobre da cidade, em 2016. Os últimos eventos desses grupos não tem conseguido muitas adesões, como registrou, em janeiro, o jornal O Estado (Ato contra Lula perde força, em Fortaleza - O Estado). 

Amanhã (4), data do julgamento, é a vez dos movimentos sociais que defendem o ex-presidente, liderados pelas Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, além dos partidos do campo democrático, mobilizarem os apoiadores de Lula.  O ato que terá concentração a partir das 15 horas, na Praça da Bandeira e seguirá em caminhada até a Praça da Justiça, em frente à sede da Justiça Federal do Ceará, no centro da cidade, onde acompanhará a sessão do Supremo Tribunal Federal.

O ato contará com as presenças de Guilherme Boulos, presidenciável do PSOL e coordenador do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) e Sandra Guajajara, vice na chapa de Boulos.

“A luta pela retomada da democracia não recuará e nem se fragmentará. A unidade dentro dos partidos de esquerda, mesmo cada um com seu pré-candidato, mostra o fortalecimento na luta em defesa da democracia”, afirma Paulo Henrique Oliveira, da Frente Brasil Popular - Ceará.

Segundo Doris Soares, da Frente Povo Sem Medo, “desde o golpe o país vem sofrendo com o crescimento da cultura de ódio contra a esquerda. O ataque à democracia só ampliou o espaço para o fascismo no Brasil. Os ataques ao ex-presidente Lula na caravana e o assassinato de Marielle Franco são exemplo disso”, explica.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247