Mozilla suspende anúncios no Facebook por preocupação com privacidade de dados

A decisão foi tomada após alegações de que uma consultoria política britânica teve acesso inapropriado a dados de 50 milhões de usuários da rede social para elaborar perfis de eleitores norte-americanos que foram posteriormente usados para ajudar a eleger Donald Trump presidente dos Estados Unidos em 2016.

Mozilla suspende anúncios no Facebook por preocupação com privacidade de dados
Mozilla suspende anúncios no Facebook por preocupação com privacidade de dados
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

(Reuters) - A empresa de internet Mozilla decidiu suspender publicidade na plataforma do Facebook devido a preocupações com privacidade de dados.

A decisão foi tomada após alegações de que uma consultoria política britânica teve acesso inapropriado a dados de 50 milhões de usuários da rede social para elaborar perfis de eleitores norte-americanos que foram posteriormente usados para ajudar a eleger Donald Trump presidente dos Estados Unidos em 2016.

“Nós acreditamos que suas (do Facebook) configurações padrão atuais deixam acesso aberto para muitos dados - particularmente com relação a configurações para aplicativos de terceiros”, disse a Mozilla.

A Mozilla disse ainda que vai considerar retornar ao Facebook se a rede social fortalecer suas configurações padrão de privacidade para aplicativos de terceiros.

A empresa de publicidade ISBA na quarta-feira ameaçou retirar anúncios de grandes marcas se investigações mostrarem que dados de usuários foram usados indevidamente, segundo reportagem do Times, acrescentando que a ISBA vai se encontrar com executivos do Facebook esta semana.

Por Sonam Rai, em Bangalore, Índia

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247