MP apura pagamentos ilegais com verbas públicas em Campestre

(Foto: Charles Nisz)

Gazeta Web - O Ministério Público Estadual (MPE), através da 2ª Promotoria de Justiça de Porto Calvo, apura suposto pagamento de despesas pessoais e de campanha com verbas públicas do município de Campestre. A irregularidade teria sido praticada pelo ex-prefeito Amaro Gilvan de Carvalho. O procedimento está disposto no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quinta-feira (11). 

De acordo com a publicação, a promotoria argumenta ter encontrado arquivos originários da Procuradoria da República em Alagoas, dando conta de denúncia contra o ex-gestor do município. Na representação, o denunciante expôs os fatos, argumentando que os referidos pagamentos se configuram como atos de improbidade administrativa. 

Por tais razões, o órgão resolveu instaurar inquérito civil público, buscando colher informações para propor medidas judiciais cabíveis, especialmente, ações de responsabilização por atos de improbidade administrativa em face do ex-prefeito. 

Para isso, a Promotoria requisitou do cartório eleitoral da 53ª Zona Eleitoral cópia da prestação de contas do investigado relativa à eleição relacionada ao fato; a junção aos autos do CD de vídeo onde o investigado aparece fazendo as tratativas de acordos eleitoreiros, deixando tal peça em segredo de Justiça; o inquérito policial a fim de apurar possíveis crimes decorrentes da conduta dos envolvidos; e outras demandas.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247