MP: homicídio de advogada por Porsche foi doloso

"Esse crime foi praticado por motivo torpe, ou seja, o funesto desejo de Marcelo em se exibir perante as pessoas que estavam em busca de diversão no bairro do Itaim-Bibi (em São Paulo)", diz o promotor Rogério Zagallo; o engenheiro Marcelo Malvio dirigia a 116 km/hora quando colidiu com o Tucson da advogada baiana Carolina Cintra em julho de 2011

MP: homicídio de advogada por Porsche foi doloso
MP: homicídio de advogada por Porsche foi doloso (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247

O Ministério Público de São Paulo denunciou Marcelo Malvio Alves de Lima, 37, à justiça por homicídio doloso (quando há intenção de matar) pelo acidente que provocou a morte da advogada baiana Carolina Cintra Santos em julho de 2011, de acordo com informações da coluna de Mônica Bergamo.

Segundo laudo do IC (Instituto de Criminalística), o engenheiro dirigia a 116 km/hora quando colidiu com o Tucson da jovem advogada de 28 anos.

O promotor Rogério Zagallo escreve na denúncia que "Esse crime foi praticado por motivo torpe, ou seja, o funesto desejo de Marcelo em se exibir perante as pessoas que estavam em busca de diversão no bairro do Itaim-Bibi".

E completa: "Destilando naquele boêmio bairro o poder de sedução que exala de seu Porsche [...] Marcelo, mesmo após ter ingerido, em comparsaria com uma mulher, uma garrafa de vinho, deliberou acelerá-lo inconsequentemente pela rua".

O advogado do engenheiro, Celso Vilardi, afirma que a denúncia é absurda. "É tão desproporcional que facilita o trabalho da defesa. A peça omite que a vítima avançou o sinal vermelho e estava alcoolizada. É homicídio culposo", diz.

Para Cláudio Daólio, que defende a família de Carolina, o texto do promotor "abrange pontos importantes como o excesso de velocidade e a ingestão de álcool por parte de Alves de Lima".

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247