MP investiga gestão Doria por fraude em licitação de semáforos

Ministério Público abriu inquérito para apurar suspeitas de fraudes na licitação aberta pela gestão do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), referente ao conserto e manutenção dos 6,3 mil semáforos da capital paulista; de acordo com a denúncia, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) teria favorecido as empresas Meng Engenharia, Comércio e Indústria Ltda. e Arc Comércio Construções e Administração Ltda. no certame; empresas Meng Engenharia e Arc Comércio teriam doado serviços à gestão Doria como forma de garantir a ampliação dos serviços de manutenção de semáforos e troca de placas de sinalização

Ministério Público abriu inquérito para apurar suspeitas de fraudes na licitação aberta pela gestão do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), referente ao conserto e manutenção dos 6,3 mil semáforos da capital paulista; de acordo com a denúncia, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) teria favorecido as empresas Meng Engenharia, Comércio e Indústria Ltda. e Arc Comércio Construções e Administração Ltda. no certame; empresas Meng Engenharia e Arc Comércio teriam doado serviços à gestão Doria como forma de garantir a ampliação dos serviços de manutenção de semáforos e troca de placas de sinalização
Ministério Público abriu inquérito para apurar suspeitas de fraudes na licitação aberta pela gestão do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), referente ao conserto e manutenção dos 6,3 mil semáforos da capital paulista; de acordo com a denúncia, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) teria favorecido as empresas Meng Engenharia, Comércio e Indústria Ltda. e Arc Comércio Construções e Administração Ltda. no certame; empresas Meng Engenharia e Arc Comércio teriam doado serviços à gestão Doria como forma de garantir a ampliação dos serviços de manutenção de semáforos e troca de placas de sinalização (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

São Paulo 247 - O Ministério Público abriu inquérito para apurar suspeitas de fraudes na licitação aberta pela gestão do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), referente ao conserto e manutenção dos 6,3 mil semáforos de trânsito da capital paulista. De acordo com a denúncia, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) teria favorecido as empresas Meng Engenharia, Comércio e Indústria Ltda. e Arc Comércio Construções e Administração Ltda. no certame. Os consórcios integrados pelas duas empresas conseguiram vencer dois dos três lotes da licitação orçada em R$ 40,5 milhões e que foi concluída em julho.

O inquérito para apurar a suspeita de fraude foi aberta no dia 27 de outubro pelo promotor do Patrimônio Público e Social, Silvio Antonio Marques a partir de uma representação feita pelos vereadores Antonio Donato, Alessandro Guedes, Senival, ambos do PT, além do presidente municipal dalegenda, Paulo Fiorilo.

Segundo a denúncia, a CEt teria desclassificado uma proposta consórcio encabeçado pela Kapsch Trafficcom Controle de Tráfego e de Transporte do Brasil Ltda., considerada mais vantajosa, e que as empresas Meng Engenharia e Arc Comércio doaram serviços à gestão Doria entre janeiro e março deste ano, como forma de garantir a ampliação dos serviços de manutenção de semáforos e troca de placas de sinalização nas marginais Pinheiros e Tietê.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247