MPF diz que AL é o 2º estado mais transparente

Avaliação realizada pelo Ministério Público Federal (MPF) retira o Estado de Alagoas do 16º lugar e o coloca em 2º no ranking dos estados mais transparentes do Brasil, com nota 9.8; na primeira avaliação, em 2015, o Estado teve nota 6.8; para o MPF, os estados que obtiveram pontuação elevada estão com níveis muito satisfatórios de transparência; para tanto foram considerados os principais itens das leis de transparência

Avaliação realizada pelo Ministério Público Federal (MPF) retira o Estado de Alagoas do 16º lugar e o coloca em 2º no ranking dos estados mais transparentes do Brasil, com nota 9.8; na primeira avaliação, em 2015, o Estado teve nota 6.8; para o MPF, os estados que obtiveram pontuação elevada estão com níveis muito satisfatórios de transparência; para tanto foram considerados os principais itens das leis de transparência
Avaliação realizada pelo Ministério Público Federal (MPF) retira o Estado de Alagoas do 16º lugar e o coloca em 2º no ranking dos estados mais transparentes do Brasil, com nota 9.8; na primeira avaliação, em 2015, o Estado teve nota 6.8; para o MPF, os estados que obtiveram pontuação elevada estão com níveis muito satisfatórios de transparência; para tanto foram considerados os principais itens das leis de transparência (Foto: Voney Malta)

Amanda Vieira/Agência Alagoas - Alagoas está em 2º lugar no ranking dos estados mais transparentes do Brasil, segundo o resultado da avaliação realizada pelo Ministério Público Federal (MPF). O Ranking Nacional da Transparência avaliou todos os estados da Federação, atribuindo nota 9.8 a Alagoas, que saiu da 16ª para a 2ª posição.

Na primeira avaliação, em 2015, o Estado teve nota 6.8. De acordo com o MPF, Alagoas atendeu a maior parte dos requisitos exigidos na avaliação, entre eles, as boas práticas de transparência, o Serviço Eletrônico de Informações ao Cidadão (E-Sic) - que possibilita o envio de pedidos de informação e transparência passiva.

Foram considerados na avaliação, os principais itens das leis de transparência. Para o MPF, os estados que obtiveram pontuação elevada estão com níveis muito satisfatórios de transparência.

"Esse foi o resultado de um trabalho realizado em equipe, com o apoio de todos os secretários de Estado, coordenado pelo governador Renan Filho. E um desafio. Mas o trabalho não para por aqui; ainda temos um longo caminho para percorrer. Estamos felizes, mas consciente de que podemos mais. Quanto maior a transparência, maior será o controle feito pelo cidadão", destacou a controladora-geral, Maria Clara Bugarim.

O questionário aplicado pelas unidades do Ministério Público Federal no Brasil inteiro foi elaborado no bojo da ação nº 4 da Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e Lavagem de Dinheiro (ENCCLA) de 2015, por representantes do Ministério Público Federal (MPF), Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), Controladoria Geral da União (CGU), Tribunal de Contas da União (TCU), Secretaria do Tesouro Nacional (STN), Associação dos Membros dos Tribunais de Contas (Atricon), Banco Central, entre outras instituições de controle e fiscalização.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247