Mudo sobe propina, Serra escreve sobre regra de ouro

Acusado de receber mais de R$ 52 milhões em propinas da Odebrecht, o senador José Serra (PSDB-SP) permanece mudo sobre o assunto, sem uma manifestação sequer nas suas redes sociais; nesta terça, porém, ele publicou um longo artigo no jornal O Estado de S.Paulo em que fala sobre a regra de ouro

Brasília - Ministro das Relações Exteriores, José Serra, fala à imprensa em coletiva no Palácio do Planalto, após reunião com o presidente Michel Temer (Valter Campanato/Agência Brasil)
Brasília - Ministro das Relações Exteriores, José Serra, fala à imprensa em coletiva no Palácio do Planalto, após reunião com o presidente Michel Temer (Valter Campanato/Agência Brasil) (Foto: attuch)

SP 247 - O senador José Serra (PSDB-SP) segue sem comentar as acusações feitas pelo delator Pedro Novis, ex-presidente da Petrobras, que o acusa de receber R$ 52 milhões em propinas da empreiteira. Parte deste dinheiro teria ido parar em contas na Suíça com o auxílio de um conhecido lobista.

Em suas redes sociais, Serra comentou outros assuntos, mas nem um pio sobre as acusações. 

Hoje, no jornal O Estado de S.Paulo, ele publicou um longo artigo, recheado de números, justificando a questão da regra de ouro. 

Falar sobre os milhões de reais que foi acusado de receber, porém, não parece estar nos planos do tucano.

Inscreva-se na TV 247 e conheça a marchinha sobre a impunidade tucana:

O Brasil 247 quer a sua ajuda para tomar decisões importantes. Participe da pesquisa

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247