Mulher mulçumana é retirada de avião após passageiro sentir “desconforto”

Pelas redes sociais, Amani al-Khatahtbeh afirmou ter sido vítima de intolerância religiosa

Amani al-Khatahtbeh
Amani al-Khatahtbeh (Foto: Reprodução/Instagram)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Saullo Brenner, Metrópoles - Uma mulher mulçumana foi retirada de um voo da American Airlines após um passageiro se sentir “desconforto” com a presença dela. Amani al-Khatahtbeh, a primeira mulçumana a concorrer ao Congresso em Nova Jersey, nos Estados Unidos, relatou o episódio pelas redes sociais.

O crime de intolerância religiosa ocorreu no último sábado (14/11). Segundo Amani, tudo começou durante a fila para o detector de metais. O sujeito tentou passar na frente dela.

“Quando eu disse que ele poderia esperar como todo mundo ele começou com um discurso de que ele era da primeira classe”, disse Amani pelo Twitter.

Leia mais no Metrópoles.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247