Municípios receberão doações do Pearl Jam

A doação de U$ 33.333 – aproximadamente R$ 120 mil – realizada pela banda Pearl Jam será destinada à agricultura sustentável da Bacia do Rio Doce, para recuperar a capacidade dos produtores rurais afetados pelo rompimento da Barragem do Fundão, em Mariana; de acordo com o Instituto Bioatlântica (Ibio), cerca de 3,5 mil pessoas podem ser beneficiadas pelo projeto; o órgão informou que dos afluentes da Bacia do Rio Doce será privilegiada a Bacia do Piranga, onde estão as cidades mais castigados pela tragédia: Mariana, Barra Longa, Rio Doce, Ponte Nova, e Santa Cruz do Escalvado

A doação de U$ 33.333 – aproximadamente R$ 120 mil – realizada pela banda Pearl Jam será destinada à agricultura sustentável da Bacia do Rio Doce, para recuperar a capacidade dos produtores rurais afetados pelo rompimento da Barragem do Fundão, em Mariana; de acordo com o Instituto Bioatlântica (Ibio), cerca de 3,5 mil pessoas podem ser beneficiadas pelo projeto; o órgão informou que dos afluentes da Bacia do Rio Doce será privilegiada a Bacia do Piranga, onde estão as cidades mais castigados pela tragédia: Mariana, Barra Longa, Rio Doce, Ponte Nova, e Santa Cruz do Escalvado
A doação de U$ 33.333 – aproximadamente R$ 120 mil – realizada pela banda Pearl Jam será destinada à agricultura sustentável da Bacia do Rio Doce, para recuperar a capacidade dos produtores rurais afetados pelo rompimento da Barragem do Fundão, em Mariana; de acordo com o Instituto Bioatlântica (Ibio), cerca de 3,5 mil pessoas podem ser beneficiadas pelo projeto; o órgão informou que dos afluentes da Bacia do Rio Doce será privilegiada a Bacia do Piranga, onde estão as cidades mais castigados pela tragédia: Mariana, Barra Longa, Rio Doce, Ponte Nova, e Santa Cruz do Escalvado (Foto: Leonardo Lucena)

Minas 247 - A doação de U$ 33.333 – aproximadamente R$ 120 mil – realizada pela banda Pearl Jam será destinada à agricultura sustentável da Bacia do Rio Doce, para recuperar a capacidade dos produtores rurais afetados pelo rompimento da Barragem do Fundão, em Mariana, no dia 5 de novembro do ano passado. De acordo com o Instituto Bioatlântica (Ibio), cerca de 3,5 mil pessoas podem ser beneficiadas pelo projeto. O órgão informou que dos afluentes da Bacia do Rio Doce será privilegiada a Bacia do Piranga, onde estão as cidades mais castigados pela tragédia: Mariana, Barra Longa, Rio Doce, Ponte Nova, e Santa Cruz do Escalvado.

Entre as ações que o projeto prevê estão o cercamento de seis nascentes para proteção, realizações de cursos de manejo racional de pastagem e esgotamento sanitário rural, a implantação de duas unidades de referência tecnológica de leite, a instalação de duas fossas de evapotranspiração, e a realização de 10 visitas de assessoria técnica, entre outros.

Desde a apresentação da banda Pearl Jam em Belo Horizonte, em 20 de novembro do ano passado, 15 dias após a tragédia, era aguardada a doação, anunciada pelo vocalista Eddie Vedder, durante o show.

A tragédia deixou 19 mortos e centenas de desabrigados. A onda de lama chegou ao litoral do Espírito Santo, e de acordo com o Ibama, atingiu quase 1,5 mil hectares de vegetação em 77 quilômetros cursos de água. Serão necessários pelo menos 20 anos para a recuperação do rio Doce, segundo previsão do fotógrafo e vice-presidente do Instituto Terra, Sebastião Salgado. O rompimento foi considerado o maior desastre ambiental da história do País.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247