Mutirão da Prefeitura consegue receber apenas de pequenos devedores

Foram negociados recebimento de R$ 79,9 milhões de 57,6 mil contribuintes inadimplentes, média de R$ 1,3 mil por contribuinte, confirma o Giro; Tribunal de Justiça de Goiás chegou a notificar 310 grandes devedores, como bancos, empresas de telefonia e estatais do Estado que, juntos, devem quase R$ 2 bilhões; O secretário Municipal de Finanças, Jeovalter Correia, afirmou de que em uma carteira de parcelamento de R$ 460 milhões, 70% é inadimplente; não há garantia de recebimento nem mesmo destas dívidas, confirma o Giro

Foram negociados recebimento de R$ 79,9 milhões de 57,6 mil contribuintes inadimplentes, média de R$ 1,3 mil por contribuinte, confirma o Giro; Tribunal de Justiça de Goiás chegou a notificar 310 grandes devedores, como bancos, empresas de telefonia e estatais do Estado que, juntos, devem quase R$ 2 bilhões; O secretário Municipal de Finanças, Jeovalter Correia, afirmou de que em uma carteira de parcelamento de R$ 460 milhões, 70% é inadimplente; não há garantia de recebimento nem mesmo destas dívidas, confirma o Giro
Foram negociados recebimento de R$ 79,9 milhões de 57,6 mil contribuintes inadimplentes, média de R$ 1,3 mil por contribuinte, confirma o Giro; Tribunal de Justiça de Goiás chegou a notificar 310 grandes devedores, como bancos, empresas de telefonia e estatais do Estado que, juntos, devem quase R$ 2 bilhões; O secretário Municipal de Finanças, Jeovalter Correia, afirmou de que em uma carteira de parcelamento de R$ 460 milhões, 70% é inadimplente; não há garantia de recebimento nem mesmo destas dívidas, confirma o Giro (Foto: Realle Palazzo-Martini)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás 247 - O mutirão de execução fiscal realizado pela Prefeitura de Goiânia, entre 28 de setembro e 9 de outubro, negociou o recebimento de R$ 79,9 milhões de 57,6 mil contribuintes inadimplentes. Em levantamento realizado pela coluna Giro, do jornal O Popular, a média foi de R$ 1,3 mil por contribuinte.

Por esta lógica, os grandes devedores ficaram de fora do rateio. O Tribunal de Justiça de Goiás chegou a notificar 310 grandes devedores, como bancos, empresas de telefonia e estatais do Estado que, juntos, devem quase R$ 2 bilhões.

O secretário Municipal de Finanças, Jeovalter Correia, afirmou em entrevistas recentes de que em uma carteira de parcelamento de R$ 460 milhões, 70% é inadimplente. "Ou seja, a prefeitura parcelava os débitos e créditos dos contribuintes, eles pagavam a chamada primeira parcela, a segunda e paravam. Antes, sequer mandava para execução esse parcelamento", disse.

No mutirão, foram negociados 42 mil débitos para pagamento à vista, no total de R$ 17,6 milhões, e 15,6 mil débitos foram parcelados, no montante de R$ 62,2 milhões. Mas não há garantia de recebimento nem mesmo destas dívidas, confirma o Giro.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email