Na China, Anastasia visita montadora de automóveis

Governador e comitiva estiveram na planta industrial da empresa Geely Motors, próximo a Xangai; missão do governo mineiro na China tem como objetivo estreitar parcerias e atrair mais investimentos para o Estado; principal parceiro comercial de Minas Gerais, o país asiático recebeu, em 2013, 34,9% das exportações mineiras e enviou, para o Estado, 14,9% do total de importações

anastasia china
anastasia china (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O governador Antonio Anastasia visitou, nesta segunda-feira (3), em Cixi, proximidades de Xangai (República Popular da China), a planta industrial da Geely Motors, uma das maiores montadoras de automóveis da China. Durante o encontro com executivos da empresa, Anastasia, a presidente do Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas Gerais (Indi), Mônica Cordeiro, e empresários mineiros falaram sobre as grandes oportunidades de negócios em Minas Gerais.

A missão do governo mineiro na China tem como objetivo estreitar parcerias e atrair mais investimentos para o Estado. Principal parceiro comercial de Minas Gerais, o país asiático recebeu, no ano passado, 34,9% das exportações mineiras e enviou, para o Estado, 14,9% do total de importações.

“A China ocupa, agora, um patamar econômico muito importante, uma posição de muito destaque, como a terceira potência econômica do mundo. Temos de nos aproximar da China. A viagem tem esse objetivo: de manter a internacionalização de Minas Gerais, como já fizemos com outros países, agora com um país que é tão estratégico para o nosso Estado”, disse o governador antes da viagem.

Está programada uma série de visitas a companhias chinesas e de palestras em fóruns e espaços acadêmicos, nas quais Minas será apresentada como um destino de investimentos. A comitiva do governador – que inclui, dentre outros, os presidentes da Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg), Olavo Machado, da Federação de Agropecuária do Estado de Minas Gerais, Roberto Simões, e do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), Matheus Cotta – passará por três cidades chinesas: Pequim, Xangai e Nanjim.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email