Na França, menos maconha e álcool entre os colegiais. Mas o consumo da maconha permanece estável

Desde 2011, o consumo de cigarros e álcool pelos adolescentes franceses está em queda. Mas o da maconha permanece estável.

Na França, menos maconha e álcool entre os colegiais. Mas o consumo da maconha permanece estável
Na França, menos maconha e álcool entre os colegiais. Mas o consumo da maconha permanece estável

 

Por: Le Figaro

  

A França sempre foi um país europeu onde o consumo do tabaco e das bebidas alcoólicas era bastante elevado. A campanha antitabagista encetada pelo governo francês há cerca de dez anos parece ter dado bons resultados: é bem menor agora o número de jovens franceses que fumam. Essa mesma campanha parece ter se refletido também numa diminuição do consumo de bebidas alcoólicas pelos adolescentes. Estas são as conclusões de um prolongado estudo feito pelo Observatório francês das drogas e das toxicomanias (OFDT) que acaba de ser publicado. A redução no uso quotidiano do tabaco é da ordem de 24% e o do consumo regular de álcool é de 30%, assinala o OFDT. “Um recuo que pode ser explicado pelas mudanças dos comportamentos de consumo entre os adultos, notadamente pelas novas gerações de genitores que se tornaram bem mais sensíveis aos riscos ligados ao consumo do tabaco e do álcool”, revela porta-voz da organização.

As moças fumam mais que os rapazes

Entre 2011 e 2015, a experimentação (experimentar ao menos uma vez na vida) do cigarro recuou, para o conjunto dos colegiais, passando de 70% a 61%. Ela é um pouco maior para as moças (62,1%) do que para os rapazes (59,4%) e para os alunos dos cursos profissionalizantes (66,2%) do que para os alunos de cursos gerais (58,4%). O uso diário está em baixa de uma quarta parte (23% em 2015 contra 31% em 2011).

Mas os rapazes bebem mais que as moças

A experimentação do álcool, por seu lado, também está em ligeira baixa entre os colegiais franceses: de 87% em 2015 para 93% em 2011. O consumo de bebidas alcoólicas é um comportamento claramente masculino: 20% dos rapazes o consomem regularmente (mais de dez vezes ao mês) contra 10% das moças. O aumento do consumo de álcool entre a escola de segundo grau e a de terceiro grau é muito pronunciado: O uso regular (mais de dez vezes ao mês) dobra entre as duas fases, de 10% passa a 21%. São frequentes as alcoolizações excessivas: 41% dos estudantes declaram passar pelo menos uma vez ao mês por uma embriaguez importante, e 16% declaram ficar embriagados pelo menos três vezes ao mês.

Cannabis: 10% são consumidores regulares

Contrariamente ao tabaco e ao álcool, “o uso regular da cannabis (7,7% da população juvenil) não evoluiu entre 2011 e 2015, apesar de ter sido constatada uma ligeira baixa no número das experimentações (pelo menos uma vez na vida). A experimentação da maconha, assim sendo, concerne 44% dos colegiais em 2015 contra 49% em 2011. O uso regular da maconha concerne 10% dos rapazes e 5% das moças.

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247