Na mídia, Goiás é destaque por redução de gastos

Jornal O Globo fez reportagem que analisa a difícil situação financeira dos estados brasileiros; matéria diz que a crise financeira nacional obrigou os estados a cortarem gastos e Goiás, que O Globo destaca como um dos menos endividados, cortou R$ 1,5 bilhão em despesas com pessoas, porém o Estado sofreu com a queda da arrecadação em R$ 3 bilhões; ainda em 2014, prevendo o agravamento da crise, o governador Marconi Perillo executou reforma administrativa que baixou para 10 o número de secretarias

Jornal O Globo fez reportagem que analisa a difícil situação financeira dos estados brasileiros; matéria diz que a crise financeira nacional obrigou os estados a cortarem gastos e Goiás, que O Globo destaca como um dos menos endividados, cortou R$ 1,5 bilhão em despesas com pessoas, porém o Estado sofreu com a queda da arrecadação em R$ 3 bilhões; ainda em 2014, prevendo o agravamento da crise, o governador Marconi Perillo executou reforma administrativa que baixou para 10 o número de secretarias
Jornal O Globo fez reportagem que analisa a difícil situação financeira dos estados brasileiros; matéria diz que a crise financeira nacional obrigou os estados a cortarem gastos e Goiás, que O Globo destaca como um dos menos endividados, cortou R$ 1,5 bilhão em despesas com pessoas, porém o Estado sofreu com a queda da arrecadação em R$ 3 bilhões; ainda em 2014, prevendo o agravamento da crise, o governador Marconi Perillo executou reforma administrativa que baixou para 10 o número de secretarias (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás 247 - Jornal O Globo fez reportagem que analisa a difícil situação financeira dos estados brasileiros. O objetivo foi traçar um perfil de um eventual governo de Michel Temer e o que ele teria que enfrentar assim que assumisse a presidência da República.

A matéria diz que a crise financeira nacional obrigou os estados a cortarem gastos e Goiás, que O Globo destaca como um dos menos endividados, cortou R$ 1,5 bilhão em despesas com pessoas, porém o Estado sofreu com a queda da arrecadação em R$ 3 bilhões.

Já em 2014, prevendo o agravamento da crise, o governador Marconi Perillo executou reforma administrativa que baixou para 10 o número de secretarias, fazendo de Goiás o estado com a estrutura administrativa do Brasil.

Em recente entrevista, Marconi afirmou que nos últimos 18 meses Goiás economizou R$ 3 bilhões devido aos cortes e ajustes aplicados. Enquanto estados como Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul atrasam salário dos servidores, Goiás paga em dia o funcionalismo, sendo que 100 mil funcionários rececebem dentro do mês trabalho e o restante recebe de acordo com o que determina a lei.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email