Na prisão, Maluf se emociona e chora

“Querem que eu cumpra pena? Tudo bem. Mas eu posso cumprir em São Paulo, perto da minha família. Eu posso cumprir na minha casa. Eu sou o único preso aqui que tem 86 anos. E cumprindo regime fechado! O único!”, disse o ex-prefeito à jornalista Mônica Bergamo, que o visitou na Papuda

“Querem que eu cumpra pena? Tudo bem. Mas eu posso cumprir em São Paulo, perto da minha família. Eu posso cumprir na minha casa. Eu sou o único preso aqui que tem 86 anos. E cumprindo regime fechado! O único!”, disse o ex-prefeito à jornalista Mônica Bergamo, que o visitou na Papuda
“Querem que eu cumpra pena? Tudo bem. Mas eu posso cumprir em São Paulo, perto da minha família. Eu posso cumprir na minha casa. Eu sou o único preso aqui que tem 86 anos. E cumprindo regime fechado! O único!”, disse o ex-prefeito à jornalista Mônica Bergamo, que o visitou na Papuda (Foto: Leonardo Attuch)

247 – A jornalista Mônica Bergamo visitou o ex-prefeito Paulo Maluf na Papuda, em Brasília, e relatou que ele se emocionou e chorou na entrevista. “Querem que eu cumpra pena? Tudo bem. Mas eu posso cumprir em São Paulo, perto da minha família. Eu posso cumprir na minha casa. Eu sou o único preso aqui que tem 86 anos. E cumprindo regime fechado! O único!”, afirmou.

“Eu tive câncer de próstata. Eu sou cardíaco. Tomo 15 remédios por dia”, lembra ainda o ex-prefeito. Maluf diz que não pode reclamar do tratamento tanto dos presos quanto dos agentes, “muito educados”. “Me tratam de forma reverencial, pela idade e pela minha história.” 

Na entrevista, ele também se  queixou da alimentação. “Todos os domingos eu e a Sylvia [mulher dele] almoçávamos comida árabe em casa, com os quatro filhos, os seis netos e os 13 bisnetos”, diz. E começa a chorar. “Eu sinto falta da Sylvia, sabe? Ela sorriu comigo, ela chorou comigo a vida inteira. Ela vai fazer 83 anos no dia 12 de abril. E no dia 23 nós fazemos 63 anos de casados”.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247