'Não vamos sucumbir ao golpe', diz deputado do PT

Escolhido para integrar a Fundação Perseu Abramo, o deputado federal baiano Valmir Assunção comemorou a designação de Dilma Rousseff para o conselho curador da instituição gere a linha sociopolítica do PT; para Assunção, a questão política no PT vai se resolver em pouco tempo e o partido voltará forte para 2018; "Não vamos sucumbir ao golpe, vamos lutar até o último momento e mostrar que temos razão ao chamar todos que participaram dessa farsa, que foi o processo de cassação da presidenta Dilma, de golpistas. Não temos outra definição para eles", diz o deputado

Escolhido para integrar a Fundação Perseu Abramo, o deputado federal baiano Valmir Assunção comemorou a designação de Dilma Rousseff para o conselho curador da instituição gere a linha sociopolítica do PT; para Assunção, a questão política no PT vai se resolver em pouco tempo e o partido voltará forte para 2018; "Não vamos sucumbir ao golpe, vamos lutar até o último momento e mostrar que temos razão ao chamar todos que participaram dessa farsa, que foi o processo de cassação da presidenta Dilma, de golpistas. Não temos outra definição para eles", diz o deputado
Escolhido para integrar a Fundação Perseu Abramo, o deputado federal baiano Valmir Assunção comemorou a designação de Dilma Rousseff para o conselho curador da instituição gere a linha sociopolítica do PT; para Assunção, a questão política no PT vai se resolver em pouco tempo e o partido voltará forte para 2018; "Não vamos sucumbir ao golpe, vamos lutar até o último momento e mostrar que temos razão ao chamar todos que participaram dessa farsa, que foi o processo de cassação da presidenta Dilma, de golpistas. Não temos outra definição para eles", diz o deputado (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - Escolhido para integrar a Fundação Perseu Abramo, o deputado federal baiano Valmir Assunção (PT) comemorou a designação da ex-presidente Dilma Rousseff para o conselho curador da instituição gere a linha sociopolítica do Partido dos Trabalhadores.

Para Assunção, a questão política no PT vai se resolver em pouco tempo e o partido voltará forte para 2018. "Não vamos sucumbir ao golpe, vamos lutar até o último momento e mostrar que temos razão ao chamar todos que participaram dessa farsa, que foi o processo de cassação da presidenta Dilma, de golpistas. Não temos outra definição para eles", diz o deputado.

Valmir Assunção elogiou toda a nova composição da entidade.

"Participamos de diversas reuniões com a direção nacional do PT e montamos um quadro com 13 novos conselheiros, entre eles, a presidenta eleita Dilma Rousseff. Vamos implementar novas estratégias e auxiliar o partido no que for necessário. É preciso um engajamento maior de todos que fazem o partido, de todas as correntes. O importante é permanecermos unidos durante esta crise política", completa o baiano.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247