NE é a primeira escolha dos turistas, diz Ministério

Quem ainda não foi afetado pela crise econômica e pode investir em viagem tem optado pelo Nordeste, segundo estudo do Ministério do Turismo; dos brasileiros que desejam viajar nos próximos seis meses, 79% escolhem o Brasil como destino turístico, o maior percentual de intenção de viagem registrado no mês de agosto, nos últimos cinco anos; desses 79%, 41% revelaram que pretendem, prioritariamente, viajar para o Nordeste; seguindo essa tendência, Alagoas vem se destacando no turismo interno, apresentando um contínuo crescimento e a manutenção dos indicadores positivos

Quem ainda não foi afetado pela crise econômica e pode investir em viagem tem optado pelo Nordeste, segundo estudo do Ministério do Turismo; dos brasileiros que desejam viajar nos próximos seis meses, 79% escolhem o Brasil como destino turístico, o maior percentual de intenção de viagem registrado no mês de agosto, nos últimos cinco anos; desses 79%, 41% revelaram que pretendem, prioritariamente, viajar para o Nordeste; seguindo essa tendência, Alagoas vem se destacando no turismo interno, apresentando um contínuo crescimento e a manutenção dos indicadores positivos
Quem ainda não foi afetado pela crise econômica e pode investir em viagem tem optado pelo Nordeste, segundo estudo do Ministério do Turismo; dos brasileiros que desejam viajar nos próximos seis meses, 79% escolhem o Brasil como destino turístico, o maior percentual de intenção de viagem registrado no mês de agosto, nos últimos cinco anos; desses 79%, 41% revelaram que pretendem, prioritariamente, viajar para o Nordeste; seguindo essa tendência, Alagoas vem se destacando no turismo interno, apresentando um contínuo crescimento e a manutenção dos indicadores positivos (Foto: Voney Malta)

Marcel Leite/Agência Alagoas - Em tempos de crise, os turistas brasileiros estão procurando opções mais em conta para viajar. Diante disso, o Nordeste surge como uma excelente escolha, com um atrativo custo-benefício. De acordo com um estudo realizado pelo Ministério do Turismo, a região é o destino número um no turismo doméstico do Brasil, ficando à frente da região Sul, segunda colocada na lista.

Dos brasileiros que desejam viajar nos próximos seis meses, 79% escolhem o Brasil como destino turístico. Este é o maior percentual de intenção de viagem registrado no mês de agosto, nos últimos cinco anos. Desses 79%, 41% revelaram que pretendem, prioritariamente, viajar para o Nordeste.

Seguindo essa tendência, Alagoas vem se destacando no turismo interno, apresentando um contínuo crescimento e a manutenção dos indicadores positivos.

Segundo dados da Infraero e da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH), no primeiro semestre de 2016, o Estado apresentou um crescimento de 6,54% no fluxo de passageiros que desembarcaram no Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares, quando comparada ao mesmo período do ano passado. Os hotéis de Alagoas também apresentaram um aumento das estatísticas. A taxa de ocupação hoteleira foi de 68,9%, crescendo 5,3%.

Ainda segundo a Infraero e a ABIH, Alagoas apresentou também um aumento do número de turistas durante o último mês de julho, quando houve um crescimento de 2,79% do fluxo de passageiros. Já a taxa de ocupação hoteleira foi de 76%, crescendo 5,55%.

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), promove diversas articulações visando o desenvolvimento do turismo em Alagoas.

Recentemente, foram assinadas as concessões do regime especial do ICMS sobre o QAV, o Querosene da Aviação, para as empresas Gol Linhas Aéreas Inteligentes e Azul Linhas Aéreas.

Outra medida de destaque foi o fretamento semanal com voos de São Paulo (SP), Campinas (SP), Ribeirão Preto (SP), Belo Horizonte (MG) e Porto Alegre (RS), obtidos graças a uma parceria com a operadora de viagens CVC.

Uma das principais reivindicações de Alagoas junto à Infraero, a instalação dos fingers do Aeroporto Zumbi dos Palmares, também foi atendida. As quatro novas pontes de embarque vieram do aeroporto de Florianópolis (SC), já estão sendo instaladas e tem previsão para funcionamento até o final de outubro.

A Sedetur atuou como uma catalisadora do processo para obtenção das pontes de embarque, concentrando esforços junto aos atores envolvidos para acelerar o projeto.

"Tudo isso é fruto de uma série de ações desempenhadas pela Sedetur. Estamos conseguindo evoluir graças a essas atividades desenvolvidas em parceria com os atores do segmento no Estado. Procuramos sempre trazer incentivos e articular medidas para incentivar o crescimento do turismo em Alagoas", disse o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Helder Lima.

A pesquisa foi realizada pelo Ministério do Turismo nas cidades de Belo Horizonte, Brasília, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo. Juntas, as sete capitais brasileiras monitoradas representam 70% do fluxo turístico do Brasil.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247