Negros são minoria no setor publicitário e ganham menos que brancos, aponta estudo

O Núcleo de Estudos Raciais do Insper apontou que mais da metade dos funcionários do setor de publicidade são brancos. Profissionais negros também ganham salários menores, mesmo ocupando os mesmos cargos que pessoas brancas. Em cargos de diretoria, por exemplo, funcionários negros ganham, em média, 55% do salário de um profissional branco

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O Núcleo de Estudos Raciais do Insper apontou, em levantamento, que mais da metade dos funcionários do setor de publicidade (55%) são brancos. De acordo com a pesquisa, a população negra representa cerca de 30% dos trabalhadores, sendo 27% de pardos e 3% de pretos. O estudo inaugurou o projeto Sustentabilidade Racial, lançado nesta sexta-feira (10) pelo Ministério Público do Trabalho, em parceria com o Núcleo de Estudos Raciais do Insper e a Rede Brasil do Pacto Global.

Os dados mostraram que, na diretoria e nos chamados cargos estratégicos, que incluem publicitários, redatores, diretores de criação, apenas 15% dos trabalhadores são negros. Os números foram publicados em reportagem do jornal Folha de S.Paulo

Profissionais negros também ganham salários menores, mesmo ocupando os mesmos cargos que pessoas brancas. Na diretoria, por exemplo, funcionários negros ganham, em média, 55% do salário de um profissional branco. A diferença salarial aumentou para 69% quando foram analisados cargos fora da alta gestão e das posições estratégicas.

PUBLICIDADE

As mulheres negras são as mais impactadas pela desigualdade de remuneração. Em média, elas recebem menos da metade (45%) do salário de um homem branco.

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email