Nepotismo: mais um pede exoneração no TCE

Irmão do conselheiro Milton Alves Ferreira informou à promotora de Justiça Marlene Nunes Freitas Bueno a sua exoneração da função de assessor de assuntos contábeis, financeiros, jurídicos e orçamentários do órgão; além de Odailton, a mulher do presidente do TCE, Edson Ferrari, Maria Graça Silva; o auditor Luiz Murilo Pedreira e Sousa e sua mulher, Wanda de Almeida Pedreira pediram para sair

(Foto: Realle Palazzo-Martini)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

MP-GO_ Adailton Alves Ferreira, irmão do conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de Goiás, Milton Alves Ferreira, informou à promotora de Justiça Marlene Nunes Freitas Bueno a sua exoneração da função de assessor de assuntos contábeis, financeiros, jurídicos e orçamentários do órgão.

A iniciativa foi tomada dentro do prazo concedido em recomendação expedida pelo Ministério Público. No documento, destaca-se a proibição pela Constituição Federal de 1988 à prática do nepotismo, apontando a não observância dessa vedação e dos princípios constitucionais pelo TCE.

A promotora Marlene Nunes instaurou inquérito, em maio deste ano, para apurar suspeita de casos de nepotismo no TCE, requisitando que servidores comissionados e conselheiros apresentem razões e esclarecimentos sobre a manutenção de servidores que seriam parentes de conselheiros.

Exonerações

Atenderam à recomendação da promotora de Justiça, além de Odailton Alves Ferreira, pedindo sua exoneração do cargo no TCE, a mulher do presidente da instituição, Edson Ferrari, Maria Graça Silva; o auditor aposentado Luiz Murilo Pedreira e Sousa; sua mulher, Wanda de Almeida Pedreira. O filho do casal, Paulo Gustavo Pedreira e Souza, pôde se manter no cargo. (Cristiani Honório / Assessoria de Comunicação Social do MP-GO)

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email