Nilo retira candidatura à presidência da Assembleia

Após um desgaste considerado desnecessário por alguns de seus pares, o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, deputado Marcelo Nilo, comunicou à imprensa na noite desta terça-feira que não disputará a reeleição; ele está no comando da Casa há cinco mandatos consecutivos e queria mais um, mas não conseguiu apoio dos colegas; em nota, Nilo afirmou que deixa o comando da ALBA "sem uma mácula", e com "um grande legado consolidado"; "Deixo a presidência da Assembleia sem uma mácula e não encaro a saída do honroso cargo como retorno à planície. Nosso plenário jamais deve ser tratado como algo trivial. Com a cabeça erguida darei prosseguimento ao mandato que me confiaram 150 mil baianos"

Após um desgaste considerado desnecessário por alguns de seus pares, o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, deputado Marcelo Nilo, comunicou à imprensa na noite desta terça-feira que não disputará a reeleição; ele está no comando da Casa há cinco mandatos consecutivos e queria mais um, mas não conseguiu apoio dos colegas; em nota, Nilo afirmou que deixa o comando da ALBA "sem uma mácula", e com "um grande legado consolidado"; "Deixo a presidência da Assembleia sem uma mácula e não encaro a saída do honroso cargo como retorno à planície. Nosso plenário jamais deve ser tratado como algo trivial. Com a cabeça erguida darei prosseguimento ao mandato que me confiaram 150 mil baianos"
Após um desgaste considerado desnecessário por alguns de seus pares, o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, deputado Marcelo Nilo, comunicou à imprensa na noite desta terça-feira que não disputará a reeleição; ele está no comando da Casa há cinco mandatos consecutivos e queria mais um, mas não conseguiu apoio dos colegas; em nota, Nilo afirmou que deixa o comando da ALBA "sem uma mácula", e com "um grande legado consolidado"; "Deixo a presidência da Assembleia sem uma mácula e não encaro a saída do honroso cargo como retorno à planície. Nosso plenário jamais deve ser tratado como algo trivial. Com a cabeça erguida darei prosseguimento ao mandato que me confiaram 150 mil baianos" (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - Após um desgaste considerado desnecessário por alguns de seus pares, o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), deputado Marcelo Nilo (PSL) comunicou à imprensa na noite desta terça-feira (31) que não disputará a reeleição. Ele está no comando do Legislativo estadual há cinco mandatos consecutivos (10 anos) e queria mais um, mas não conseguiu apoio dos colegas.

Em nota, Marcelo Nilo afirmou que deixa o comando da ALBA "sem uma mácula", e com "um grande legado consolidado".

"Ocupei o prestigioso cargo por dez anos, contando com o apoio suprapartidário dos companheiros deputados estaduais e tenho o orgulho de afirmar que, nesse período, o Legislativo Estadual cumpriu com seus deveres sem abdicar de suas prerrogativas, sem um único episódio que deslustre a sua imagem perante a Bahia e os baianos", diz Nilo.

O deputado minimizou ainda a sua consequente volta ao plenário após 10 anos no comando da Assembleia. Para o parlamentar, independentemente da posição dentro da Casa, a atuação comum jamais pode ser vista como algo menor.

"Deixo a presidência da Assembleia sem uma mácula e não encaro a saída do honroso cargo como um retorno à planície. O nosso plenário jamais deve ser tratado como algo trivial. Com a cabeça erguida darei prosseguimento ao mandato que me confiaram 150 mil baianos".

Com apoio de 17 dos 19 deputados da oposição, o deputado Ângelo Coronel (PSD) deve ser candidato em chapa única na eleição que acontece nesta quarta-feira (1º). Até então, seu adversário é Luiz Augusto, do PP.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247