No Ceará, milhares de pessoas vão às ruas pelas "Diretas Já"

30 mil pessoas ocuparam no final da tarde deste domingo a orla de Fortaleza pedindo a saída de Michel Temer e a volta da democracia, com a realização de eleições diretas. A CUT, uma das organizadoras da manifestação, comemorou a adesão da população. O ato foi promovido pelas principais centrais sindicas e pelas Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo e pelos partidos de oposição, se somando às manifestações que aconteceram por todo o Brasil  

30 mil pessoas ocuparam no final da tarde deste domingo a orla de Fortaleza pedindo a saída de Michel Temer e a volta da democracia, com a realização de eleições diretas. A CUT, uma das organizadoras da manifestação, comemorou a adesão da população. O ato foi promovido pelas principais centrais sindicas e pelas Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo e pelos partidos de oposição, se somando às manifestações que aconteceram por todo o Brasil
 
30 mil pessoas ocuparam no final da tarde deste domingo a orla de Fortaleza pedindo a saída de Michel Temer e a volta da democracia, com a realização de eleições diretas. A CUT, uma das organizadoras da manifestação, comemorou a adesão da população. O ato foi promovido pelas principais centrais sindicas e pelas Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo e pelos partidos de oposição, se somando às manifestações que aconteceram por todo o Brasil   (Foto: Fatima 247)

 

Ceará 247 - 30 mil pessoas ocuparam no final da tarde deste domingo a orla de Fortaleza pedindo a saída de Michel Temer e a volta da democracia, com a realização de eleições diretas. Bandeiras do Brasil e das diversas organizações que organizaram o ato balançavam na Beira Mar, ornamentando a caminhada que percorreu o trecho entre o aterrinho da Praia de Iracema e o clube Náutico.

Os manifestantes também criticavam as reformas da Previdência e do Trabalho e denunciavam os parlamentares cearenses que apoiam as reformas, portando cartazes e faixas.

A CUT, uma das organizadoras da manifestação, comemorou a adesão da população. O ato foi promovido pelas principais centrais sindicas e pelas Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo e pelos partidos de oposição.

O ato foi marcado pelos protestos realizados também com bom humor. A paródia de uma das mais conhecidas músicas da apresentadora Xuxa Meneghel animou uma ala dos manifestantes que cantavam pedindo a saída de Temer -  “Todo mundo tá feliz, Michel Temer vai dançar! Com o Golpe por um triz o povão inteiro diz: Eleições Diretas Já”.

No Ceará, na Região do Cariri também houve protesto. A caminhada teve concentração às 8h, em frente ao Seminário São José, no Crato. Organizado pelas Frentes Brasil Popular e Povo sem Medo, o ato contou com o apoio dos Sindicatos dos Bancários do Cariri, dos Comerciários do Crato, dos Sevirdores Municipais do Crato, dos Trabalhadores Rurais, SINTSEF, SINASEF, SINDURCA, Fetraece, MST, PT, PCdoB, PSol, Mais e Levante Popular da Juventude.

 

 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247