No Peru, Eliton apresenta oportunidades de negócios a empresários

Vice-governador José Eliton começou nesta segunda-feira a agenda na capital peruana com objetivo de divulgar as potencialidades de Goiás e estreitar a relação comercial com o país vizinho; “Se Goiás quer pensar grande e ter uma saída para o Oceano Pacífico, vocês terão no Peru um amigo e aliado”, disse na sua saudação o presidente da Câmara de Comércio Peruano-Brasileira (Capebras), Miguel Vega

Vice-governador José Eliton começou nesta segunda-feira a agenda na capital peruana com objetivo de divulgar as potencialidades de Goiás e estreitar a relação comercial com o país vizinho; “Se Goiás quer pensar grande e ter uma saída para o Oceano Pacífico, vocês terão no Peru um amigo e aliado”, disse na sua saudação o presidente da Câmara de Comércio Peruano-Brasileira (Capebras), Miguel Vega
Vice-governador José Eliton começou nesta segunda-feira a agenda na capital peruana com objetivo de divulgar as potencialidades de Goiás e estreitar a relação comercial com o país vizinho; “Se Goiás quer pensar grande e ter uma saída para o Oceano Pacífico, vocês terão no Peru um amigo e aliado”, disse na sua saudação o presidente da Câmara de Comércio Peruano-Brasileira (Capebras), Miguel Vega (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás 247 - Seminário em Lima, capital peruana, destinado a apresentar as potencialidades econômicas de Goiás e do Peru com vistas à prospecção de negócios foi realizado na manhã desta segunda-feira (28) como o primeiro evento da missão comercial goiana comandada pelo vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico (SED), José Eliton, à América do Sul. O roteiro também inclui a Colômbia.

“Queremos estreitar relações com o Peru, ampliar negócios, estabelecer uma maior aproximação cultural, bem como o intercâmbio de conhecimento dentro do propósito do governador Marconi Perillo de internacionalizar Goiás”, disse o vice-governador para empresários peruanos no auditório do Hilton Hotel, no bairro Miraflores. Segundo Eliton, Goiás é hoje a unidade da federação que oferece as melhores condições para investimentos. Mesmo diante da crise na economia nacional, o Estado mantém níveis de crescimento e de geração de empregos sempre acima da média nacional.

Eliton também fez referências ao Programa Estadual de Inovação e Tecnologia, o Inova Goiás. “Nosso estado exibe para o Brasil o maior plano de inovação que dá suporte para a atração de novos investimentos”, ressaltou. O Inova Goiás, além de fortalecer a economia e potencializar o desenvolvimento do estado, beneficia diretamente o setor produtivo e moderniza ainda mais a máquina pública.

O evento teve as participações do embaixador do Brasil no Peru, Marcos Raposo Lopes; presidente da Câmara de Comércio Peruano-Brasileira (Capebras), Miguel Veja Alvear; chefe de Promoção do Setor Comercial da Embaixada do Peru no Brasil, Alex Guimarães; chefe do escritório comercial da Câmara Binacional de Comércio e Integração Peru-Brasil, Javier Martínez Cayo; e do diretor da Engerede (TI), Rodolfo Lima; entre outros.

“Se Goiás quer pensar grande e ter uma saída para o Oceano Pacífico, vocês terão no Peru um amigo e aliado”, disse na sua saudação o presidente da Câmara de Comércio Peruano-Brasileira (Capebras), Miguel Vega. Em longa exposição sobre o histórico das relações entre os dois países, ele discorreu sobre o ambicioso projeto de unir as costas dos Oceanos Pacífico e Atlântico, sonho antigo de Brasil e Peru que pode agora ser realizado com a participação de investimentos da China. Um memorando de entendimento foi assinado em julho de 2014 para a construção da ferrovia transcontinental que beneficia diretamente as exportações de Goiás.

Ministério da Agricultura

No período da tarde, o vice-governador José Eliton foi recebido em audiência no Ministério da Agricultura e Irrigação do Peru pelo diretor de Negócios Agrários, Gino Garlik Batra. Já a delegação de empresários fez visita técnica à empresa Alicorp, maior indústria de alimentos do Peru.

O grupo é composto por empresários dos setores de soja e derivados, trigo, carnes bovinas e de aves, cereais matinais, rações animais e produtos farmacêuticos, açúcar e etanol. 

Peru

Em 2013, a corrente comercial entre Peru e Goiás foi de US$ 9,3 milhões. Goiás exportou soja, grupos eletrogêneos de motor, carnes, gelatinas e medicamentos, e importou US$ 1,4 milhão em taninos, brocas de metais, fosfato de cálcio e óleos de peixe. Naquele ano, o Peru figurou como o 59º mercado mundial, sendo o 57º exportador e o 62º importador. As vendas do Peru são direcionadas em grande parte aos vizinhos do continente americano, que absorveram 44,2% do total; seguidos dos países da Ásia com 30,2%; e da Europa com 24,1%. O Brasil foi o sexto principal comprador do Peru.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247