'Nós não flertamos com o golpe', afirma Berzoini

O ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, disse achar necessário que o governo abra canais de diálogo com o Congresso e com a sociedade de maneira a evitar o crescimento de movimentos favoráveis ao impeachment e ao retorno do regime militar; "Quem gosta de golpe e de falta de democracia pode flertar com esse tipo de situação. Nós não flertamos", disse Berzoini; o ministro também defendeu a necessidade dos ajustes econômicos em implantação pelo governo de maneira a assegurar o emprego e a renda dos trabalhadores

O ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, disse achar necessário que o governo abra canais de diálogo com o Congresso e com a sociedade de maneira a evitar o crescimento de movimentos favoráveis ao impeachment e ao retorno do regime militar; "Quem gosta de golpe e de falta de democracia pode flertar com esse tipo de situação. Nós não flertamos", disse Berzoini; o ministro também defendeu a necessidade dos ajustes econômicos em implantação pelo governo de maneira a assegurar o emprego e a renda dos trabalhadores
O ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, disse achar necessário que o governo abra canais de diálogo com o Congresso e com a sociedade de maneira a evitar o crescimento de movimentos favoráveis ao impeachment e ao retorno do regime militar; "Quem gosta de golpe e de falta de democracia pode flertar com esse tipo de situação. Nós não flertamos", disse Berzoini; o ministro também defendeu a necessidade dos ajustes econômicos em implantação pelo governo de maneira a assegurar o emprego e a renda dos trabalhadores (Foto: Paulo Emílio)

Pernambuco 247 - O ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, disse achar necessário que o governo abra canais de diálogo com o Congresso e com a sociedade de maneira a evitar o crescimento de movimentos favoráveis ao impeachment e ao retorno do regime militar. "Quem gosta de golpe e de falta de democracia pode flertar com esse tipo de situação. Nós não flertamos", disse Berzoini, nesta sexta-feira (27), durante a inauguração de um laboratório de testes para aplicativos em dispositivos móveis no Recife.

O ministro também defendeu a necessidade dos ajustes econômicos em implantação pelo governo de maneira a assegurar o emprego e a renda dos trabalhadores. "A economia brasileira vive uma transição entre o momento em que nós fizemos todo o esforço contracíclico para viabilizar a manutenção do emprego e da renda para uma nova estratégia de crescimento. Isso exige ajustes orçamentários", explicou.

"Temos que ter firmeza. Ter capacidade de enfrentar essas dificuldades da economia mundial, que também são nossas, para que nós possamos continuar aquilo o que foi feito em 12 anos", completou lembrando os 20 milhões de postos de trabalho gerados nos últimos 12 anos. Berzoini disse, ainda que é preciso que o governo aumente a capacidade de diálogo com a sociedade e com o Congresso de maneira a superar a crise política e recuperar a popularidade, além de aprovar as medidas necessárias para o equilíbrio das contas públicas e a retomada do crescimento econômico.

"O fundamental é dialogar e ser transparente com a população. É isso o que faz uma saudável interlocução política que dê resultados. Inclusive para provar que aquilo o que é necessário. Sempre partindo do pressuposto de que o governo não é o dono da verdade", destacou.

Na saída do evento, o ministro foi abordado por militantes da União da Juventude Socialista (UJS), que insistiram para que ele assinasse um documento pela democratização da mídia. Berzoini mostrou-se favorável à discussão, mas recusou-se a assinar o documento alegando que "não se assina nada assim, repentinamente. Só lendo com calma".

"Sou favorável a um amplo debate sobre esse tema. Esse tema tem que ser debatido até porque muito do que se fala em relação ao tema, às vezes quando a gente vai analisar a legislação que existe, já está contemplado. Mas tem partes que não estão contempladas. E é preciso a sociedade disseminar todos os debates sobre isso. Eu apoio todos os debates que possam contribuir para uma democracia ampla em todos os setores da sociedade, inclusive nas telecomunicações", disse Berzoini ao Blog do Jamildo.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247