Nova paralisação na Arena Pernambuco

Metade dos operários do empreendimento voltaram a cruzar os braços na manhã desta quinta-feira (9), dois dias após a realização de um movimento semelhante no local;Está é a terceira paralisação realizada no local em menos de um ano

Nova paralisação na Arena Pernambuco
Nova paralisação na Arena Pernambuco (Foto: Eduardo Martino/Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Leonardo Lucena _PE247 – Metade dos operários da Arena Pernambuco (cerca de 2.050), em São Lourenço da Mata (Grande Recife), voltaram a paralisar as suas atividades na manhã desta quinta-feira (9). Os trabalhadores reivindicam reajuste salarial e nas horas extras, folga no dia de pagamento e plano de saúde. Está é a terceira paralisação realizada no local em menos de um ano.

Na última terça-feira (7), os funcionários do empreendimento já haviam cruzado os braços sob as mesmas reivindicações. Após uma negociação com a Odebrecht – empreiteira responsável pela obra, esses operários retomaram as atividades. Cerca de 40 homens do 20° Batalhão da Polícia Militar estão garantindo a segurança no local.

As informações dão conta de já que houve correção salarial para os trabalhadores, passando de R$ 991,85 para R$ 1.106,35. Além disso, os funcionários que moram distante da Arena terão três dias de folga em vez de um. Atualmente as obras da Arena estão 50% concluídas aproximadamente.

Em nota, a Odebrecht informou que concedeu aumento de 10,5% desde o dia 1º de agosto e que já paga salários iguais aos praticados em Suape (outra reivindicação dos operários). No entanto, a empreiteira informou que outras questões abordadas pelos grevistas, como plano de saúde, folga no dia do pagamento e reajuste das horas extras, como faz parte de Convenção Estadual Trabalhista, não podem ser atendidas. A menos que elas sejam acatadas pela convenção.

Confira, aqui, a íntegra da nota da Odebrecht.

Leia mais:

Trabalhadores cruzam os braços na Arena-PE (terça-feira)


Os movimentos grevistas parecem tomar conta de Pernambuco. Na manhã desta terça-feira (7), os trabalhadores da Arena da Copa, que está sendo erguida em São Lourenço da Mata (Grande Recife), se juntaram à Polícia Civil, servidores da Anvisa no Estado, do Ministério da Saúde e dos professores federais que estão com suas atividades paralisadas. Os operários reivindicam a implantação de um reajuste salarial e a criação de um plano de saúde. A greve ocorre sem previsão de término.

 

 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email