"Novak Djokovic foi bem desclassificado. A regra é para todos", diz ex-tenista brasileiro

O ex-tenista brasileiro Fernando Meligeni endossou a atitude dos juízes que desclassificaram o tenista Novak Djokovic do torneio após o sérvio acertar uma bolada, sem querer, em uma juíza de linha. "Acredito que precisamos aprender que a lei é para todos", afirmou

Fernando Meligeni
Fernando Meligeni
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-tenista brasileiro Fernando Meligeni endossou a atitude dos juízes e da organização do US Open, que desclassificaram o tenista Novak Djokovic do torneio após o sérvio acertar uma bolada, sem querer, em uma juíza de linha. O jogo era válido pelas oitavas de final. 

"Obrigado diretor do torneio do US Open, a regra é para todos. Sem discussão. Novak Djokovic foi bem desclassificado. A regra é para todos e não importa se você vai vencer o torneio ou está lá apenas passeando. Ele deu uma bolada na cara da juíza de linha e foi desclassificado. Se ele fosse um zé ninguém cairiam batendo nele, mas como é o melhor do mundo tem um monte de gente passando pano", disse o brasileiro no Instagram. 

"Essas mesmas pessoas se estivessem em quadra e ele não fosse desclassificado achariam uma injustiça tremenda. Eu posso falar disso porque fui desclassificado da mesma maneira. Sem intenção, sem querer mas tomei 20.000 dólares e fechei o jornal nacional. E não pude nem dizer que foi sem querer. Mas o Djoko pode? Serve para pensarmos em nossa sociedade. Aqui quem tem mais pode mais, quem é isso ou aquilo não é preso, não tem problema. Acredito que precisamos aprender que a lei é para todos. Não importa o tamanho ou importância. Fez. Paga", acrescentou.

Ver essa foto no Instagram

Play?

Uma publicação compartilhada por Fernando Meligeni (@meligeni) em

Segundo relato do portal G1, o alemão Alexander Zverev, número 7 do mundo, derrotou o espanhol Alejandro Davidovich Fokina por 3 sets a 0 e se classificou neste domingo (6) para as quartas de final do US Open. Zverev, no entanto, parecia mais chocado com a situação do que feliz com a própria vitória. 

Em entrevista, o alemão reforçou que o sérvio não teve a intenção de acertar a juíza. "Acho que os supervisores e todos eles estão apenas fazendo seu trabalho, mas foi muito azar de Novak. Se tivesse pousado em qualquer outro lugar, estamos falando alguns centímetros, ele estaria bem", disse. "Não sei mais o que dizer. Ainda estou em choque".

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email