Novo piso dos professores "é preocupante"

Afirmativa é do secretário de Educação da Bahia, Osvaldo Barreto; ele avalia que o aumento do piso salarial dos professores pode ser prejudicial às finanças do Estado; "A Secretaria de Administração já esta calculando o impacto nas contas do governo e claro que as prefeituras vão ter dificuldade. O aumento é preocupante porque precisamos garantir de onde vem esse recurso"; ele, contudo, reconhece necessidade de valorizar os docentes, mas reitera preocupação; "Todos os professores precisam ser valorizados, mas o piso traz problemas pra quem não tem o orçamento"

Afirmativa é do secretário de Educação da Bahia, Osvaldo Barreto; ele avalia que o aumento do piso salarial dos professores pode ser prejudicial às finanças do Estado; "A Secretaria de Administração já esta calculando o impacto nas contas do governo e claro que as prefeituras vão ter dificuldade. O aumento é preocupante porque precisamos garantir de onde vem esse recurso"; ele, contudo, reconhece necessidade de valorizar os docentes, mas reitera preocupação; "Todos os professores precisam ser valorizados, mas o piso traz problemas pra quem não tem o orçamento"
Afirmativa é do secretário de Educação da Bahia, Osvaldo Barreto; ele avalia que o aumento do piso salarial dos professores pode ser prejudicial às finanças do Estado; "A Secretaria de Administração já esta calculando o impacto nas contas do governo e claro que as prefeituras vão ter dificuldade. O aumento é preocupante porque precisamos garantir de onde vem esse recurso"; ele, contudo, reconhece necessidade de valorizar os docentes, mas reitera preocupação; "Todos os professores precisam ser valorizados, mas o piso traz problemas pra quem não tem o orçamento" (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 - Para o secretário de Educação da Bahia, Osvaldo Barreto, o aumento do piso salarial dos professores pode ser prejudicial às finanças do Estado. "A Saeb (Secretaria de Administração do Estado) já esta calculando o impacto nas contas do governo e claro que as prefeituras vão ter dificuldade. O aumento é preocupante porque precisamos garantir de onde vem esse recurso", disse o secretário.

Barreto esteve com o governador Rui Costa (PT) na visita à Nova Redenção, nesta quinta-feira (8). Ele disse que já se reuniu com o ministro da Educação, Cid Gomes (PSB), para pedir os recursos que irão auxiliar as prefeituras baianas. "Todos os professores precisam ser valorizados, mas o piso traz problemas pra quem não tem o orçamento", afirma Osvaldo Barreto.

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB) já se manifestou a favor do reajuste e disse que lutará pela implantação. O piso salarial dos docentes foi reajustado em 13,01% e passou para R$ 1.917,78.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247