NYT elogia ocupação de estudantes de São Paulo

Editorial publicado nesta terça-feira, 15, pelo jornal norte-americano The New York Times elogiou o movimento de estudantes paulistas que ocuparam mais de 200 escolas contra a proposta de "reorganização" do governador Geraldo Alckmin (PSDB) que fecharia 93 escolas e afetaria mais de 300 mil alunos; em vez de negociar, conta o editorial, o governo paulista tentou tirar os alunos das escolas à força; "Infelizmente, este procedimento arrogante em relação às demandas da sociedade civil é característico de uma nova geração de funcionários públicos brasileiros'', critica; para o jornal americano, os estudantes de São Paulo têm potencial de mudar a democracia do país

Editorial publicado nesta terça-feira, 15, pelo jornal norte-americano The New York Times elogiou o movimento de estudantes paulistas que ocuparam mais de 200 escolas contra a proposta de "reorganização" do governador Geraldo Alckmin (PSDB) que fecharia 93 escolas e afetaria mais de 300 mil alunos; em vez de negociar, conta o editorial, o governo paulista tentou tirar os alunos das escolas à força; "Infelizmente, este procedimento arrogante em relação às demandas da sociedade civil é característico de uma nova geração de funcionários públicos brasileiros'', critica; para o jornal americano, os estudantes de São Paulo têm potencial de mudar a democracia do país
Editorial publicado nesta terça-feira, 15, pelo jornal norte-americano The New York Times elogiou o movimento de estudantes paulistas que ocuparam mais de 200 escolas contra a proposta de "reorganização" do governador Geraldo Alckmin (PSDB) que fecharia 93 escolas e afetaria mais de 300 mil alunos; em vez de negociar, conta o editorial, o governo paulista tentou tirar os alunos das escolas à força; "Infelizmente, este procedimento arrogante em relação às demandas da sociedade civil é característico de uma nova geração de funcionários públicos brasileiros'', critica; para o jornal americano, os estudantes de São Paulo têm potencial de mudar a democracia do país (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

SP 247 - Editorial publicado nesta terça-feira, 15, pelo jornal norte-americano "The New York Times'' defendeu que o movimento de estudantes paulistas que ocuparam mais de 200 escolas da rede estadual de ensino, que resultou no recuo do governador Geraldo Alckmin (PSDB) em implantar uma "reorganização" de escolas que fecharia 93 delas e afetaria mais de 300 mil alunos. 

Em vez de negociar, conta o editorial, o governo paulista tentou tirar os alunos das escolas à força. "Infelizmente, este procedimento arrogante em relação às demandas da sociedade civil é característico de uma nova geração de funcionários públicos brasileiros'', critica o jornal, que diz que os políticos mais experientes aprenderam com a redemocratização a ter uma postura mais política e democrática, mas a nova geração é mais técnica e menos politizada.

"Os líderes políticos de hoje surgiram não de movimentos sociais, mas de posições de poder estabelecidas (...) eles têm boa educação, mas estão fora da realidade e preferem usar soluções técnicas para problemas, sem ligar para o que pensam as pessoas afetadas por suas decisões'', diz.

Leia aqui a o texto do New York Times. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email