“O abismo a que o país foi atirado resgata os tempos tucanos do governo FHC”

"O abismo a que o país foi atirado resgata os tempos tucanos do governo FHC, com economia recessiva e desemprego nas alturas. Na época, fazia sucesso uma música que dizia: 'E o motivo todo mundo já conhece/É que o de cima sobe/E o de baixo desce'. Lembra?", escreveu no Facebook o deputado estadual Rogério Correia (PT), após o IBGE apontar um índice de desemprego de 13,1%

Rog�rio Correia (deputado estadual PT/MG)
Rog�rio Correia (deputado estadual PT/MG) (Foto: Leonardo Lucena)

Minas 247 - O deputado estadual Rogério Correia (PT) afirmou que "nunca é demais lembrar que, em dezembro de 2014, no último mês do primeiro mandato do governo Dilma, o desemprego foi de 4,5% e atingiu seu menor patamar histórico". O post foi publicado no Face, após o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE apontar um índice de desemprego de 13,1%. No último trimestre de 2017, atingiu 11,8%.

"O abismo a que o país foi atirado resgata os tempos tucanos do governo FHC, com economia recessiva e desemprego nas alturas. Na época, fazia sucesso uma música que dizia: 'E o motivo todo mundo já conhece/É que o de cima sobe/E o de baixo desce'. Lembra?", escreveu o parlamentar, em referência à canção "A cidade", da banda Nação Zumbi.

Segundo Correia, "com o governo paralelo de Aécio e Eduardo Cunha, com pautas bombas no Congresso e ameaças seletivas de um Judiciário partidarizado, o desemprego passou a aumentar. A partir de Temer, em 2016, descontrolou-se e chegou aos dois dígitos, patamar onde permanece até hoje". "O Brasil do Golpe afeta toda a economia e todas as classes. Mas o pobre sofre mais. Muito mais", disse. 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247