O futuro político do prefeito João da Costa...

A próxima terça-feira (5) será um dos dias mais importantes para o PT no Recife; a executiva do partido decidirá pela homologação ou não do prefeito João da Costa para disputar as eleições de outubro

O futuro político do prefeito João da Costa...
O futuro político do prefeito João da Costa... (Foto: Fernando Silva/PCR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Raphael Coutinho _PE247 – Em menos de 48 horas, o Partido dos Trabalhadores no Recife passará por um dos momentos mais marcantes de sua história. Está marcada para a próxima terça-feira (5) a decisão da executiva nacional da legenda que direcionará os rumos da sigla na capital pernambucana. De um lado, o atual prefeito, João da Costa, que espera uma homologação em virtude da desistência do concorrente Maurício Rands do processo de prévias. Do outro, a vontade do diretório nacional e parte dos filiados pernambucanos de lançar o senador Humberto Costa, como a terceira opção. E no meio de tudo isso a pergunta: qual será o futuro político do chefe do Executivo municipal?

A novela se arrasta há quase dois meses, quando Rands anunciou candidatura às prévias, apoiado por nomes como o próprio senador Humberto Costa e o deputado federal João Paulo, grande desafeto do atual prefeito. De lá pra cá, o processo foi tomando ares de guerra, com acusações e declarações fortes de ambos os lados. O ponto alto se deu nas prévias realizadas no dia 20 do mês passado, marcada por irregularidades. João da Costa recebeu o maior número de votos, mas a situação foi tão conturbada que foi necessária uma intervenção nacional e o cancelamento das primárias.

Um novo processo foi marcado, mas não chegou a acontecer. Rands desistiu, após uma reunião na sede nacional do partido, em São Paulo, com a presença do prefeito. Um suposto acordo teria sido firmado, com o consentimento dos dois, mas depois foi desmentido pelo prefeito, que manteve a pré-candidatura.

Entretanto, o prefeito João da Costa, espera reverter a situação. Nas ruas e redes sociais, várias pessoas já demonstram certo apoio, em um processo que de avaliação do gestor como “vítima” da história. Para muitos, ele teria o direito de ser o representante do partido nas eleições próximas. Dentro do próprio partido, filiados acreditam que, independente da decisão que vier da executiva nacional, o prefeito sairá fortalecido do processo.

Aproximadamente dez ônibus com filiados simpatizantes ao prefeito saíram do Recife com destino a São Paulo. O objetivo é pressionar o diretório para a homologação.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247