"O metrô faz toda a diferença numa cidade turística", diz Rui

Em visita às obras do trecho entre as estações Rodoviária e Pituaçu do metrô de Salvador, nesta quinta-feira, o governador Rui Costa destacou a importância do modal para a cidade. "Com a chegada e a expansão do metrô, Salvador está se transformando numa capital mais moderna. Isso é importantíssimo para uma cidade que tem grande potencial turístico. O metrô faz toda a diferença", disse Rui, que percorreu o trajeto de 6,1 quilômetros que vai da Estação Rodoviária até a Estação Pituaçu, fazendo uma parada na Estação Pernambués; o trecho que compreende as estações Pernambués, Imbuí, CAB e Pituaçu, com embarque e desembarque, será inaugurado até maio

Em visita às obras do trecho entre as estações Rodoviária e Pituaçu do metrô de Salvador, nesta quinta-feira, o governador Rui Costa destacou a importância do modal para a cidade. "Com a chegada e a expansão do metrô, Salvador está se transformando numa capital mais moderna. Isso é importantíssimo para uma cidade que tem grande potencial turístico. O metrô faz toda a diferença", disse Rui, que percorreu o trajeto de 6,1 quilômetros que vai da Estação Rodoviária até a Estação Pituaçu, fazendo uma parada na Estação Pernambués; o trecho que compreende as estações Pernambués, Imbuí, CAB e Pituaçu, com embarque e desembarque, será inaugurado até maio
Em visita às obras do trecho entre as estações Rodoviária e Pituaçu do metrô de Salvador, nesta quinta-feira, o governador Rui Costa destacou a importância do modal para a cidade. "Com a chegada e a expansão do metrô, Salvador está se transformando numa capital mais moderna. Isso é importantíssimo para uma cidade que tem grande potencial turístico. O metrô faz toda a diferença", disse Rui, que percorreu o trajeto de 6,1 quilômetros que vai da Estação Rodoviária até a Estação Pituaçu, fazendo uma parada na Estação Pernambués; o trecho que compreende as estações Pernambués, Imbuí, CAB e Pituaçu, com embarque e desembarque, será inaugurado até maio (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - Em visita às obras do trecho entre as estações Rodoviária e Pituaçu do metrô de Salvador, nesta quinta-feira (23), o governador Rui Costa destacou a importância do modal para a cidade. "Com a chegada e a expansão do metrô, Salvador está se transformando numa capital mais moderna. Isso é importantíssimo para uma cidade que tem grande potencial turístico. O metrô faz toda a diferença", afirmou Rui , que percorreu o trajeto de 6,1 quilômetros que vai da Estação Rodoviária até a Estação Pituaçu, fazendo uma parada na Estação Pernambués.

O trecho que compreende as estações Pernambués, Imbuí, CAB e Pituaçu, com embarque e desembarque, será inaugurado até maio. "É uma coisa rara no nosso país uma obra desse tamanho, dentro do orçamento e dentro do prazo", afirmou o governador. O uso combinado das linhas 1 e 2 já é possível para fazer os trajetos Lapa/Rodoviária ou Pirajá/Rodoviária em menos de 15 minutos, sem cobrança adicional ou passagem por bloqueios. A estima para o trajeto Pirajá/Pituaçu é de 22 minutos.

A Estação Pituaçu é a maior da Linha 2 e contará com um Terminal de Ônibus integrado, que já está em construção. Com cerca de 7 mil colaboradores, as obras avançam rapidamente e nos próximos meses será concluída a via de trilhos no trecho que segue até Mussurunga, incluindo as estações Flamboyant, Tamburugy e Bairro da Paz, todas em fase de acabamento. Na Estação Aeroporto, a montagem da estrutura pré-moldada deve terminar em 40 dias, dando início à montagem das plataformas e a consolidação da laje do mezanino.

Sugestões

Durante a visita, Rui sugeriu algumas adequações. "Está espetacular, muito bonita, todo baiano e baiana vai se orgulhar muito da mobilidade urbana de Salvador. O olhar do governador sempre aponta algumas sugestões no sentido de melhorar a acessibilidade às estações. Eu pedi, nas passarelas existentes, rampas adicionais para utilização também das pessoas que vão caminhar e fazer cooper, já que nós teremos aqui 12 quilômetros de ciclovia e pista de caminhada.

Em Pernambués, o governador pediu que fossem estudados dois novos trechos de acesso à passarela, um em direção à parte alta do morro, facilitando a vida daquela população, outro para dar acesso ao Shopping Salvador. "Sugeri que fosse feito um convite ao shopping para que ele dividisse os custos dessa passarela que daria dentro da área do centro comercial, facilitando a vida dos usuários e do público que está na Tancredo Neves".

Projeto paisagístico e bicicletário

Rui também destacou o projeto paisagístico, com iluminação cênica. "Será um novo cartão postal da cidade. O canteiro central da Paralela vai receber árvores e arbustos adequados à composição climática da cidade. Grandes áreas gramadas vão acompanhar o trajeto e cerca de seis mil árvores vão compor uma extensa área verde. Mais de 400 árvores nativas serão transplantadas no canteiro e no entorno da avenida e as lagoas artificiais serão requalificadas com vegetação apropriada. Serão doadas ainda 1.574 mudas de espécies nativas para o Horto Municipal, outras 650 mudas e 500 coqueiros serão plantados pela cidade e na orla.

"E nós teremos muitos usuários que vão chegar nas estações de bicicleta, praticamente todas as estações vão ter bicicletários. Isso é em todo o trecho da Avenida Paralela", afirmou o governador. Segundo ele, quatro túneis junto ao Estádio de Pituaçu já estão praticamente perfurados, dois deles passando por baixo da Paralela, ligando a Pinto de Aguiar à Avenida Gal Costa, dando acessibilidade ao CAB. "Nós teremos aqui uma estação de transbordo, portanto é uma obra extraordinária. A partir de junho, o povo que trabalha aqui no CAB já poderá vir e depois voltar para casa de metrô, já com integração concluída".

Prazo e valorização imobiliária

O governador disse que o prazo previsto para a entrega da Linha 2 completa é até janeiro, mas que é possível que a obra seja concluída antes. "Espero que já tenhamos conseguido licitar o Aeroporto de Salvador, para que possamos negociar a construção do acesso do passageiro do aeroporto à estação do metrô. A nossa ideia é utilizar um trem elétrico ou a ar, utilizados em algumas capitais do mundo, através dos quais a pessoa chega do metrô ao aeroporto sem precisar usar ônibus. Com isso, nós estaremos na posição número um em termo de mobilidade do aeroporto integrado à cidade".

Valorização imobiliária

Para o governador, as obras vão aquecer o mercado mobiliário em toda a região da Avenida Paralela e no entorno. "Nós estamos abrindo novos vetores de investimento em Salvador. Ao longo da Avenida Orlando Gomes, por exemplo, que hoje está com oito pistas, já estão surgindo novos prédios e empreendimentos. Isso acontecerá também nas avenidas 29 de Março e na Gal Costa. Essas obras do metrô e das vias estruturantes vão atrair torres comerciais e shoppings, já estamos sendo procurados por grupos empresariais".

O governador disse ainda que, esta semana, secretários de Estado vão apresentar o projeto de Águas Claras para empresários que têm o interesse de construir um shopping na estação do metrô na região, assim como na rodoviária e no Detran. "A cidade se revaloriza, vai atrás de novos investimentos e esse é o nosso objetivo, gerando empregos na construção civil e, posteriormente, na prestação de serviços".

Via Expressa e passarelas

De acordo com o presidente da CCR Metrô Bahia, Luís Valença, a Avenida Paralela vai se tornar uma Via Expressa, sem semáforos ou retornos pelo canteiro central que atrapalham o fluxo do trânsito. "Os retornos serão na Ferreira Costa, no outro próximo ao Shopping Paralela e um terceiro na região da saída de Stella Maris. Com isso, não teremos semáforos na avenida e vamos evitar a utilização de retornos em níveis, que são na faixa de maior aceleração, no centro da Paralela".

Valença informou que para as 12 estações está sendo um conjunto de passarelas que respeita o padrão arquitetônico de Salvador. "Foi uma solução técnica difícil, mas alcançada. Outras passarelas intermediárias serão revitalizadas ou adaptadas para permitir a facilidade de acesso do passageiro de um lado a outro".

O presidente destacou ainda que todas as etapas estão sendo entregues antes dos prazos e dentro do orçamento previsto. "Este é o modelo de PPP implementado pelo Governo do Estado que está sendo um sucesso absoluto no Brasil, chamando a atenção por ser o único projeto de infraestrutura do País que está sendo tocado nesta velocidade e tem despertado o interesse de outros organismos internacionais. No meio de uma crise na economia, a obra está andando mais rápido do que outras obras que foram realizadas em momentos de economia mais pujante".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247