O país está “ingovernável”, afirma Lázaro Botelho

Um dia após o PP deixar a base do governo Dilma, o deputado federal Lázaro Botelho (PP) reforçou o seu apoio à renúncia da petista. De acordo com o parlamentar, o País está “ingovernável”; “Não tem mais condições dela [Dilma] continuar no governo, mesmo se desse uma zebra de não passar o impeachment, e ela ficasse, iria virar uma baderna o resto do mandato”, avaliou Botelho

Um dia após o PP deixar a base do governo Dilma, o deputado federal Lázaro Botelho (PP) reforçou o seu apoio à renúncia da petista. De acordo com o parlamentar, o País está “ingovernável”; “Não tem mais condições dela [Dilma] continuar no governo, mesmo se desse uma zebra de não passar o impeachment, e ela ficasse, iria virar uma baderna o resto do mandato”, avaliou Botelho
Um dia após o PP deixar a base do governo Dilma, o deputado federal Lázaro Botelho (PP) reforçou o seu apoio à renúncia da petista. De acordo com o parlamentar, o País está “ingovernável”; “Não tem mais condições dela [Dilma] continuar no governo, mesmo se desse uma zebra de não passar o impeachment, e ela ficasse, iria virar uma baderna o resto do mandato”, avaliou Botelho (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Tocantins 247 - Um dia após o PP deixar a base do governo Dilma Rosseff (PT), o deputado federal Lázaro Botelho (PP) reforçou o seu apoio à renúncia da petista. De acordo com o parlamentar, o País está “ingovernável”.

“Não tem mais condições dela [Dilma] continuar no governo, mesmo se desse uma zebra de não passar o impeachment, e ela ficasse, iria virar uma baderna o resto do mandato”, avaliou Botelho, nessa quarta-feira (13), durante entrevista ao site do Cleber Toledo. “Não é que eu mudei de ideia, eu não tinha declarado apoio nem a favor e nem contra. Eu estava esperando a decisão do meu partido. 

Para Botelho, o resultado da votação na Câmara dos Deputados no próximo domingo (17) será favorável ao impedimento da presidente. “Eu acredito que o impeachment passa porque pelo cálculo que estamos fazendo aqui vão ser mais de 400 votos [a favor]”, complementou.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email