O último ato de Ceni, um mito do São Paulo

Goleiro Rogério Ceni, que é também o maior artilheiro da história do futebol, fez também um pedido inusitado: ele quer ser cremado e ter suas cinzas jogadas no Morumbi; "Meu último pedido talvez seja o mais difícil, mas um dia vai acontecer e é pedir para todos os meus familiares que, quando eu morrer, quero que meu corpo seja cremado e suas cinzas sejam lançadas aqui (no Morumbi) para que eu me lembre para sempre de tudo que aconteceu aqui", afirmou

São Paulo 11/12/2015 Estádio do Morumbi , Rogério Ceni no jogo de despedida como jogador de futebol do São Paulo Futebol Clube. Foto Paulo Pinto/saopaulofc.net
São Paulo 11/12/2015 Estádio do Morumbi , Rogério Ceni no jogo de despedida como jogador de futebol do São Paulo Futebol Clube. Foto Paulo Pinto/saopaulofc.net (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

O goleiro com o maior número de gols marcados na história do futebol, Rogério Ceni, se despediu dos gramados nesta sexta-feira, aos 42 ano.

Em um Morumbi lotado para um jogo festivo que reuniu vários dos maiores ídolos do São Paulo, o goleiro entrou em campo depois que o locutor do evento citou todos os títulos que conquistou com o clube, incluindo o tricampeonato brasileiro entre 2006 e 2008 e as duas Taças Libertadores.

"Quero agradecer a todos os meus parceiros a oportunidade de viver o que vivi no São Paulo", disse Ceni, na noite de ontem. "Torcedor são-paulino, vocês foram o motivo de tudo isso. Um sonho que durou 25 anos e confesso que estou muito feliz, porque eu acredito que esse era o único clube capaz de propiciar uma festa como essa", afirmou.

"Meu último pedido talvez seja o mais difícil, mas um dia vai acontecer e é pedir para todos os meus familiares que, quando eu morrer, quero que meu corpo seja cremado e suas cinzas sejam lançadas aqui (no Morumbi) para que eu me lembre para sempre de tudo que aconteceu aqui", concluiu.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email