Obra do canal Costa do Sol segue cronograma

Depois de ter construído uma bacia de amortização que absorverá as águas pluviais de parte da zona Sul e Zona de Expansão, através do canal Costa do Sol, a Prefeitura de Aracaju volta a investir no local com uma obra complementar para consolidar as melhorias no saneamento e resguardar os aspectos estruturantes; estão sendo investidos cerca de R$ 760 mil na construção de passeio e estrutura de proteção a toda a área que margeia a lagoa receptora de drenagem, reforçando a estrutura e proporcionando mais segurança à população que mora no entorno

Depois de ter construído uma bacia de amortização que absorverá as águas pluviais de parte da zona Sul e Zona de Expansão, através do canal Costa do Sol, a Prefeitura de Aracaju volta a investir no local com uma obra complementar para consolidar as melhorias no saneamento e resguardar os aspectos estruturantes; estão sendo investidos cerca de R$ 760 mil na construção de passeio e estrutura de proteção a toda a área que margeia a lagoa receptora de drenagem, reforçando a estrutura e proporcionando mais segurança à população que mora no entorno
Depois de ter construído uma bacia de amortização que absorverá as águas pluviais de parte da zona Sul e Zona de Expansão, através do canal Costa do Sol, a Prefeitura de Aracaju volta a investir no local com uma obra complementar para consolidar as melhorias no saneamento e resguardar os aspectos estruturantes; estão sendo investidos cerca de R$ 760 mil na construção de passeio e estrutura de proteção a toda a área que margeia a lagoa receptora de drenagem, reforçando a estrutura e proporcionando mais segurança à população que mora no entorno (Foto: Voney Malta)

Sergipe 247 - Depois de ter construído uma bacia de amortização que absorverá as águas pluviais de parte da zona Sul e Zona de Expansão, através do canal Costa do Sol, a Prefeitura de Aracaju volta a investir no local com uma obra complementar que vai consolidar definitivamente as melhorias no saneamento do local e resguardar os aspectos estruturantes do conjunto urbanístico que compõe a obra. Estão sendo investidos cerca de de R$ 760 mil na construção de passeio e estrutura de proteção a toda a área que margeia a lagoa receptora de drenagem, reforçando a estrutura e proporcionando mais segurança à população que mora no entorno.

A obra inclui também a execução de terraplenagem e pavimentação asfáltica da travessa Melício Machado e das ruas Poeta Manoel Bandeira e Mário Quintana, bem como a ligação entre essas duas vias públicas. Com mais este benefício para a Zona de Expansão, o Governo Municipal, paulatinamente, resolve os problemas crônicos de alagamentos que já marcaram a área em outros tempos e fortalece a rede de drenagem.

Prevista para ser finalizada no primeiro semestre de 2018, a obra segue dentro do cronograma estipulado e apresenta celeridade em sua execução. Para isso, cerca de 30 operário trabalham na implantação de meio-fio, limpeza das margens da bacia, construção de passeios e reforço na estrutura de desembocadura da drenagem. A obra é de grande importância para a bacia de amortização e suas implicações positivas para os bairros Atalaia, para o conjunto Costa do Sol e demais conglomerados urbanos localizados na parte sul da capital.

De acordo com o presidente da Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb), embora iniciada há pouco tempo, a obra apresenta sinais de celeridade e vem sendo respaldada por critérios técnicos. "A natureza desta obra tem algumas singularidades que devem ser respeitadas. Uma bacia de amortização dentro do perímetro urbano é um dispositivo da engenharia que estabelece um regramento para aumentar a vazão de águas de chuvas. Isto significa dizer que, em termos comparativos, os alagamentos na região tendem a diminuir e com estes serviços complementares, protegerá a região de efeitos das intempéries da natureza", explica Ferrari.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247