Odair, o rei das emendas

Escolhido para ser o relator da CPI, deputado do PT de Minas recebeu promessa de que seria recompensado pela atividade; neste ano, Odair Cunha já é o deputado mais contemplado com verbas do orçamento federal, tendo liberado R$ 7,2 milhões para suas bases eleitorais no sul do Estado

Odair, o rei das emendas
Odair, o rei das emendas (Foto: Jose Cruz/Agencia Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O deputado do PT de Minas Gerais, Odair Cunha, recebeu, da ministra Ideli Salvatti, uma promessa de recompensa quando foi escolhido para ser relator da CPI do Cachoeira. Segundo nota publicada na revista Veja desta semana, o mineiro teria hesitado diante do convite para assumir a atividade, devido à constrangedora e desgastante missão de voltar a investigação para políticos da oposição, preservando assim a base governista, mesmo que enrolada nos esquemas do bicheiro.

Até agora, segundo relata a Veja, os benefícios concedidos pelo governo não têm deixado o petista de barriga vazia. Cunha já é o deputado mais contemplado com verbas do orçamento do governo federal neste ano. Apenas três meses depois de ter assumido a relatoria da comissão, o petista conseguiu liberar R$ 7,2 milhões para suas bases eleitorais no sul de Minas Gerais.

No Congresso, a missão do deputado não tem sido fácil. Odair Cunha tem recebido duras críticas de parlamentares tucanos, especialmente do deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP), que o acusa de convocar depoentes envolvidos apenas com políticos da oposição, como o governador de Goiás, o tucano Marconi Perillo, e membros de seu governo.

Um dos discursos mais duros de Sampaio aconteceu no dia do depoimento do arquiteto que trabalhou na mansão onde Cachoeira foi preso e que teria pertencido a Perillo, ocorrido no dia 26 de junho. Alexandre Milhomem teve de responder para o relator onde e que tipo de papel de parede comprou durante a reforma da residência. Odair, então, ouviu um belo sermão.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247