Odebrecht teria oferecido R$ 5 milhões em caixa 2 a Ciro Nogueira

O presidente do PP, senador Ciro Nogueira (PI), afirma ter recebido proposta de R$ 5 milhões em caixa dois por parte da Odebrecht para a campanha de 2014; Segundo Nogueira, a oferta teria partido de Cláudio Melo Filho, ex-executivo da empreiteira; o repasse não seria declarado e pago no exterior porque a construtora, segundo seu funcionário, já tinha "extrapolado o limite para doações oficiais"

Em discurso, senador Ciro Nogueira (PP-PI).
 
 
Em discurso, senador Ciro Nogueira (PP-PI).     (Foto: Charles Nisz)

Piauí Hoje - Em depoimento à Polícia Federal prestado em setembro mas anexado somente em janeiro em inquérito instaurado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), o presidente do PP, senador Ciro Nogueira (PI), afirma ter recebido proposta de R$ 5 milhões em caixa dois por parte da Odebrecht para a campanha de 2014. A informação foi publicada pelo jornal Folha de S. Paulo.

Segundo Nogueira, a oferta teria partido de Cláudio Melo Filho, ex-executivo da empreiteira. O repasse não seria declarado e pago no exterior porque a construtora, segundo seu funcionário, já tinha "extrapolado o limite para doações oficiais". O senador garante não ter aceito a oferta. Diante da Negativa,

Melo Filho teria proposto a doação contabilizada de R$ 500 mil à campanha da deputada Iracema Portella (PP-PI), esposa do senador. O repasse foi feito de maneira oficial.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247