Operação prende diretor da Assembleia e mais 4

A operação fim de Feira, desencadeada nesta segunda-feira, 7, pela Polícia Civil, prendeu o diretor administrativo da Assembleia Legislativa, Rodrigo Rodrigues do Nascimento, corrupção passiva, formação de organização criminosa, peculato furto, peculato desvio, peculato à propriedade, falsificação de documento público e falsidade ideológica; também foram presos Valderci Nogueira de Castro, Maurício Cardoso Oliveira Júnior, Sidnei Marques de Brito e Edson Martins Filho; segundo a polícia, Rodrigo liderava o esquema que pedia dinheiro particular em troca de obras particulares que seriam realizadas com as máquinas do Dertins

A operação fim de Feira, desencadeada nesta segunda-feira, 7, pela Polícia Civil, prendeu o diretor administrativo da Assembleia Legislativa, Rodrigo Rodrigues do Nascimento, corrupção passiva, formação de organização criminosa, peculato furto, peculato desvio, peculato à propriedade, falsificação de documento público e falsidade ideológica; também foram presos Valderci Nogueira de Castro, Maurício Cardoso Oliveira Júnior, Sidnei Marques de Brito e Edson Martins Filho; segundo a polícia, Rodrigo liderava o esquema que pedia dinheiro particular em troca de obras particulares que seriam realizadas com as máquinas do Dertins
A operação fim de Feira, desencadeada nesta segunda-feira, 7, pela Polícia Civil, prendeu o diretor administrativo da Assembleia Legislativa, Rodrigo Rodrigues do Nascimento, corrupção passiva, formação de organização criminosa, peculato furto, peculato desvio, peculato à propriedade, falsificação de documento público e falsidade ideológica; também foram presos Valderci Nogueira de Castro, Maurício Cardoso Oliveira Júnior, Sidnei Marques de Brito e Edson Martins Filho; segundo a polícia, Rodrigo liderava o esquema que pedia dinheiro particular em troca de obras particulares que seriam realizadas com as máquinas do Dertins (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Tocantins 247 - Cinco pessoas foram presas na manhã desta segunda-feira, em uma Operação da Polícia Civil, denominada Fim de feira, deflagrada na madrugada de hoje. Entre os presos está o ex-coordenador do Departamento de Estradas de Rodagem do Estado do Tocantins (Dertins), Rodrigo Rodrigues do Nascimento, que atualmente responde pela diretoria administrativa da Assembleia Legislativa.

Além de Nascimento, também foram presos Valderci Nogueira de Castro, Maurício Cardoso Oliveira Júnior, Sidnei Marques de Brito e Edson Martins Filho.

Segundo o delegado Cassiano Oyama, que comanda a Operação, os cinco acusados foram indiciados por corrupção passiva, formação de organização criminosa, peculato furto, peculato desvio, peculato à propriedade, falsificação de documento público e falsidade ideológica.

O delegado informou que 23 pessoas foram indiciadas, sendo que 16 deles são servidores efetivos do Dertins. Os cinco presos estão na Cadeia Pública de Paraíso do Tocantins. Segundo Oyama, Rodrigo liderava o esquema que pedia dinheiro particular em troca de obras particulares que seriam realizadas com as máquinas do Dertins e com o aval do ex-chefe. Os crimes ocorreram no período de 2013 e 2014, quando Nascimento era coordenador do Dertins de Paraíso. As investigações foram iniciadas em meados de 2014. Oyama contou que Operação "Fim de Feira" continua.

Por meio de nota, a Assembleia Legislativa do Tocantins informou que Rodrigo Rodrigues foi exonerado hoje da função que exercia na Casa, desde fevereiro deste ano.

Confira a nota na íntegra:

"A Assembleia Legislativa do Tocantins informa a exoneração do senhor Rodrigo Rodrigues Nascimento, que exercia o cargo em comissão de Diretor de Área Administrativa da Casa, desde 1º de fevereiro de 2015.

A medida se deu em virtude da sua prisão ocorrida na manhã desta segunda-feira, dia 07, na cidade de Paraíso do Tocantins, por motivos alheios ao Poder Legislativo Estadual."

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247