Operário morto no estádio do Palmeiras era baiano

Carlos de Jesus, de 34 anos, morreu na manhã de segunda-feira (15) após quatro vigas da construção desabarem; sepultamento acontece hoje em Araci, sua terra natal

Operário morto no estádio do Palmeiras era baiano
Operário morto no estádio do Palmeiras era baiano
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247

Carlos de Jesus, de 34 anos, vítima fatal do desabamento de parte da arquibancada do estádio paulista era natural do município de Araci, nordeste da Bahia. Ele morreu na manhã de segunda-feira (15) após quatro vigas da construção desabarem.

Ângelo Lima, 35, primo de Carlos e que também trabalhava na praça esportiva, disse que os dois já haviam notado irregularidades na obra, como o trabalho debaixo de peças grandes.

A WTorre, responsável pela construção, informou que não recebeu reclamações de funcionários, mas admitiu que é necessário aumentar a segurança em alguns setores.

A família da Carlos, que morava em São Paulo há 15 anos, pediu a WTorre que encaminhasse o corpo para sua terra natal, onde ele será sepultado hoje.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247