Oposição se reúne para definir pauta de discussão na Assembleia

Na manhã desta terça-feira, os deputados Leonardo Araújo (PMDB), Roberto Mesquita (PSD), Heitor Ferrer (PSB) e Danniel Oliveira (PMDB) se reuniram no gabinete do deputado Capitão Wagner para pautar a discussão prioritária da semana na Casa. O tema deverá ser a crise hídrica no Estado. Na reunião os deputados criticaram os gastos "desnecessários" já realizados ou em fase de realização entre os governos Cid Gomes e Camilo Santana nos últimos 5 anos

Na manhã desta terça-feira, os deputados Leonardo Araújo (PMDB), Roberto Mesquita (PSD), Heitor Ferrer (PSB) e Danniel Oliveira (PMDB) se reuniram no gabinete do deputado Capitão Wagner para pautar a discussão prioritária da semana na Casa. O tema deverá ser a crise hídrica no Estado. Na reunião os deputados criticaram os gastos "desnecessários" já realizados ou em fase de realização entre os governos Cid Gomes e Camilo Santana nos últimos 5 anos
Na manhã desta terça-feira, os deputados Leonardo Araújo (PMDB), Roberto Mesquita (PSD), Heitor Ferrer (PSB) e Danniel Oliveira (PMDB) se reuniram no gabinete do deputado Capitão Wagner para pautar a discussão prioritária da semana na Casa. O tema deverá ser a crise hídrica no Estado. Na reunião os deputados criticaram os gastos "desnecessários" já realizados ou em fase de realização entre os governos Cid Gomes e Camilo Santana nos últimos 5 anos (Foto: Fatima 247)

Ceará 247 - Na manhã desta terça-feira (21), o deputado estadual Capitão Wagner (PR), reuniu em seu gabinete, na Assembleia Legislativa do Ceará, os deputados que compõem a bancada de oposição na Casa. Participaram do encontro, os deputados Leonardo Araújo (PMDB), Roberto Mesquita (PSD), Heitor Ferrer (PSB) e Danniel Oliveira (PMDB).

"O tema idealizado para pautar a discussão da semana na Casa foi a crise hídrica no Estado. Falamos sobre os gastos desnecessários já realizados ou em fase de realização entre os governos Cid Gomes e Camilo Santana nos últimos 5 anos. Estes mesmos anos correspondem a maior seca dos últimos 100 anos no Estado", informou o deputado Capitão Wagner.

De acordo com o parlamentar, além de apontar os problemas sobre a crise hídrica, medidas emergenciais que podem ser adotadas pelo governo, "como a educação da população para o uso racional da água; manutenção na rede para combater os vazamentos e fiscalização para coibir e regularizar ligações clandestinas (47% de perda total no sistema)", também foram defendidas. Para Capitão Wagner, é inadmissível que o prefeito de Fortaleza, Roberto Claudio, nunca tenha se manifestado sobre a possível falta de água que poderá atingir a capital.

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247