Os 5 mitos que fazem os investidores perderem dinheiro

Um dos maiores mitos do mercado financeiro é que investir na Bolsa é um jogo de azar; veja outros

Um dos maiores mitos do mercado financeiro é que investir na Bolsa é um jogo de azar; veja outros
Um dos maiores mitos do mercado financeiro é que investir na Bolsa é um jogo de azar; veja outros (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Do Infomoney – O mundo dos investimentos é repleto de mitos que foram reunidos em matéria do site Business Insider. Desde a ideia equivocada de que investir na Bolsa é o mesmo que apostar em jogos de azar, até achar que é necessário ter muito dinheiro para poder investir bem, confira alguns dos principais mitos dos investimentos.

Você está investindo bem seu dinheiro? Faça o teste aqui

Mito 1 - Investir na Bolsa é um jogo de azar

Quem conhece bem o mercado acionário sabe que a Bolsa nada tem a ver com um cassino. Enquanto nos jogos de azar você "torce" para que seu número apareça nos dados ou na tela das máquinas "caça-níquel", na Bolsa é preciso muito mais do que isso. Os investidores de sucesso criam estratégias, analisam as empresas e estudam muito para conseguir ganhar dinheiro com este mercado.  

No final das contas, o investimento em Bolsa precisa ser feito analisando a produtividade e as perspectivas de crescimento do negócio no qual se investe. Como acionista, o investidor possui uma parte da empresa e é também um pouco dono, dessa forma, pode receber parte dos lucros por meio de dividendos ou ganhar com sua valorização na Bolsa de Valores. 

Mito 2 – Existem segredos para investimentos de sucesso que a maioria das pessoas não sabem
Esse mito parte da ideia de que dá para fazer fortuna com segredos de investimento ou estratégias de trading. O problema é que os investidores que tentam bater o mercado constantemente falham nessa tarefa.

Os gestores de fundos ativos muitas vezes nem sequer trazem retornos melhores ou iguais aos dos benchmarks . Em outras palavras, a rentabilidade média que eles costumam atingir é equivalente ao que receberiam se procurassem agir de acordo com o mercado, ao invés de batê-lo.

O segredo para investir com sucesso não é um segredo. Pelo menos é o que acredita Warren Buffett, um dos mais brilhantes investidores do mundo. Para ele, é a diversificação a baixo custo que importa e isso significa fundos de índice. “O objetivo de um investidor não profissional não deveria ser escolher as 'top picks' e sim ter um portfólio transversal de empresas que provavelmente trarão bom resultado”, explica o guru.

Mito 3 – Quanto mais velho, menos risco se deve correr
Consultores financeiros sempre souberam que as pessoas precisam manter uma parte de seus investimentos para a aposentadoria no mercado de ações, mesmo quando já tiverem atingido os 50 ou 60 anos. Estudos pioneiros do planejador financeiro Bill Bengen nos anos 90 mostram que as ações oferecem um retorno que na média bate a inflação de períodos longos. Por isso, elas aumentam a probabilidade de se ter dinheiro quando a aposentadoria chegar. 

Tambérm existem pesquisas recentes que mostram que, ao invés de se tornar mais conservador conforme a aposentadoria se aproxima, o investidor deveria considerar se tornar mais agressivo.

Os pesquisadores Wade Pfau, professor de renda de aposentadoria na The American College, e o planejador financeiro Michael Kitces, sócio e diretor de pesquisa da Pinnacle Advisory Group, mostram que você deve diversificar sua alocação para garantir uma aposentadoria tranquila: uma parte, mais líquida, deve ter um saldo equivalente a três anos das suas despesas. Outra terá títulos para financiar os próximos cinco a sete anos e a terceira parte terá investimentos em ações. Como o dinheiro é retirado das duas primeiras partes, a exposição a ações como a idade da carteira vai aumentar, e junto com ela as chances de manter um portfólio saudável e diversificado ao longo do tempo.

Mito 4 – Quando uma empresa está "na moda",  é hora de comprar suas ações
Quando você estiver ouvindo muito sobre determinada empresa, os melhores dias para investir provavelmente já ficaram para trás. 

Ainda que o investimento seja feito em um IPO (oferta pública inicial, na sigla em inglês), é preciso entender que entes de ir a mercado, esta companhia já recebeu diversas rodadas de financiamento privado (via fundos de private equity) e quando suas ações entrarem na Bolsa pode ser que não tenha restado muito potencial de valorização. Por isso, é muito importante ficar atento com ações de empresas que estão "na moda" e avaliar se elas realmente têm chances de oferecer um bom retorno.                

Mito 5 – É preciso muito dinheiro para poder investir
Não é preciso uma montanha de dinheiro para começar seus investimentos. Existem formas de manter uma carteira de ações diversificada com pouco dinheiro, optando, por exemplo, por fundos de índices ou então por fundos de ações que aceitam um tíquete mais baixo de entrada. Na renda fixa também dá para aplicar com poucos recursos: aqui no Brasil, com R$ 30 já é possível investir em títulos públicos via Tesouro Direto. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247