Os times se definem

Com direito a mais surpresas de última hora, principais partidos escolhem seu lado na polarizada eleição da capital mineira, entre Patrus Ananias (PT) e Marcio Lacerda (PSB). PDT supreende e apoiará a reeleição do prefeito. PCdoB muda de lado e opta pelo petista. Pleito deverá definido em apenas um turno

Os times se definem
Os times se definem (Foto: Edição/247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Minas 247 - Depois das surpresas de última hora, as coligações finalmente se definem em Belo Horizonte e prometem uma eleição disputada, ao contrário do que se imaginava até a semana passada. O rompimento do PT com o PSB - ou o contrário, dependendo do ponto de vista -, com consequente saída da coligação de apoio à reeleição do prefeito Marcio Lacerda (PSB) e lançamento do ex-ministro petista Patrus Ananias, alterou completamente o quadro.

Inicialmente, o quadro parecia promissor para Patrus e o PT, que conseguiram o apoio do maior partido brasileiro em número de filiados, o PMDB. Isso foi o suficiente para levar o grupo do senador Aécio Neves a agir em busca de mais apoios para Lacerda, com direitos a duas grandes surpresas.

A primeira foi o apoio do deputado estadual do PV, Délio Malheiros. Ligado a Aécio, Délio era, no entanto, um dos mais contundentes críticos da gestão de Lacerda na Prefeitura de Belo Horizonte. Apesar disso, anunciou a desistência de sua candidatura e entrou como vice do candidato do PSB.

Surpreendente também foi a posição do PDT. O partido, majoritariamente alinhado com os aecistas no estado, havia indicado o deputado federal Mario Heringer como vice de Leonardo Quintão, que havia sido escolhido candidato pelo PMDB. Quintão abandonou a candidatura, apoiou Patrus e a impressão era que os pedetistas fariam o mesmo, até por fazerem parte da base de apoio a Dilma Rousseff em Brasília. Supreendentemente, porém, o partido fundado por Leonel Brizola anunciou na tarde desta quinta-feira que estará na coligação pró-Lacerda.

O PMDB, por sua vez, depois de muita discussão, optou por indicar um nome menos polêmico para ser vice de Patrus: o ex-presidente da Eletrobrás e ex-deputado federal Aloísio Vasconcelos, que coordenou a campanha de Hélio Costa (PMDB) nas eleições de 2010.

Outro candidato que havia sido aprovado em convenção, o deputado federal Eros Biondini, do PTB, também desistiu. Ligado à renovação carismática, grupo conservador da igreja católica, Biondini, também muito próximo de Aécio, vai apoiar o candidato do PSB.

O PCdoB mudou de lado. Estava com Lacerda e pulou para a coligação de Patrus. A direção municipal da legenda alega que a ruptura de PT e PSB criou uma polarização entre dois projetos na capital mineira. “Nós achamos que a opção do Lacerda o aproxima mais ainda do PSDB”, diz a presidente do PCdoB de Belo Horizonte, Dalva Stela. “Ao optarmos por Patrus estamos optando por Dilma e Lula, parceiros no nosso projeto nacional.”

A nova configuração dos partidos deverá fazer com que a eleição em BH seja decidida em primeiro turno. Além de Lacerda e Patrus, sobraram apenas candidaturas ligadas a legendas nanicas, que quase sempre pontuam muito pouco.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247