Padilha: presidente do TRF-4 quer se fazer de vítima

O vice-presidente do PT, Alexandre Padilha, afirmou que o presidente do TRF-4, Carlos Eduardo Thompson Flores, deveria ser mais cauteloso ao se dizer preocupado com eventuais conflitos no dia 24, quando o ex-presidente Lula será julgado em Porto Alegre no processo envolvendo do tripléx do Guarujá; "Ou começa a virar falácia, tentativa de se transformar em vítima", afirmou o petista em ato no diretório do partido em São Paulo

O vice-presidente do PT, Alexandre Padilha, afirmou que o presidente do TRF-4, Carlos Eduardo Thompson Flores, deveria ser mais cauteloso ao se dizer preocupado com eventuais conflitos no dia 24, quando o ex-presidente Lula será julgado em Porto Alegre no processo envolvendo do tripléx do Guarujá; "Ou começa a virar falácia, tentativa de se transformar em vítima", afirmou o petista em ato no diretório do partido em São Paulo
O vice-presidente do PT, Alexandre Padilha, afirmou que o presidente do TRF-4, Carlos Eduardo Thompson Flores, deveria ser mais cauteloso ao se dizer preocupado com eventuais conflitos no dia 24, quando o ex-presidente Lula será julgado em Porto Alegre no processo envolvendo do tripléx do Guarujá; "Ou começa a virar falácia, tentativa de se transformar em vítima", afirmou o petista em ato no diretório do partido em São Paulo (Foto: Leonardo Lucena)

247 - O vice-presidente do PT, Alexandre Padilha, afirmou, neste sábado (13), que o presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, Carlos Eduardo Thompson Flores, deveria ser mais cauteloso ao se dizer apreensivo com eventuais conflitos no dia 24, quando o ex-presidente Lula será julgado em Porto Alegre no processo envolvendo do tripléx do Guarujá.

"Ou começa a virar falácia, tentativa de se transformar em vítima", afirmou o petista neste sábado (13), em ato no diretório do partido em São Paulo.

De acordo com Padilha, se de fato houve ameaça, "isso é muito grave", e Flores deveria pedir investigação da Polícia Federal; "Quem foi? Somos os mais interessados em saber." O que não dá, continuou, "é criar clima de intolerância, de ódio".

Segundo petista, o partido precisa ficar atento com "infiltrados que podem atrapalhar manifestações". "Da nossa parte, o caldo não vai entornar."

Padilha acusou o TRF-4 de "criar um fura-fila de processos", passando o caso de Lula à frente "inclusive do processo contra a esposa de Eduardo Cunha", a jornalista Claudia Cruz.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247