Paim: Standard & Poor's faz chantagem ao afirmar que é preciso reforma da previdência

No Twitter, o senador Paulo Paim (PT-RS) afirmou que os "chantagistas da Standard & Poor's, Wall Strett e Consenso de Washington, em conluio com o governo Temer, exigem reforma da Previdência para abocanhar o dinheiro dos trabalhadores e dos aposentados brasileiros"; levantamento do Instituto Paraná Pesquisa apontou que 66% dos brasileiros são contrários as mudanças nas regras da aposentadoria e dos benefícios sociais

No Twitter, o senador Paulo Paim (PT-RS) afirmou que os "chantagistas da Standard & Poor's, Wall Strett e Consenso de Washington, em conluio com o governo Temer, exigem reforma da Previdência para abocanhar o dinheiro dos trabalhadores e dos aposentados brasileiros"; levantamento do Instituto Paraná Pesquisa apontou que 66% dos brasileiros são contrários as mudanças nas regras da aposentadoria e dos benefícios sociais
No Twitter, o senador Paulo Paim (PT-RS) afirmou que os "chantagistas da Standard & Poor's, Wall Strett e Consenso de Washington, em conluio com o governo Temer, exigem reforma da Previdência para abocanhar o dinheiro dos trabalhadores e dos aposentados brasileiros"; levantamento do Instituto Paraná Pesquisa apontou que 66% dos brasileiros são contrários as mudanças nas regras da aposentadoria e dos benefícios sociais (Foto: Leonardo Lucena)

Rio Grande do Sul 247 - O senador Paulo Paim (PT-RS) afirmou que os "chantagistas da Standard & Poor's, Wall Strett e Consenso de Washington, em conluio com o governo Temer, exigem reforma da Previdência para abocanhar o dinheiro dos trabalhadores e dos aposentados brasileiros".

"Não vão levar. A sociedade está mobilizada. Às ruas, cidadãos!", escreveu o parlamentar em sua conta no Twitter.

"O TCU estima que a perda, em fraudes e sonegações na Previdência, é de R$ 56 bilhões/ano. Pela CPI, chega a R$ 115 bilhões. A sonegação também decorre da falta de registro de empregados assalariados. Em 2014, foi de R$ 41 bilhões o valor que poderia ter sido arrecadado", acrescentou o petista.

Levantamento feito pelo Instituto Paraná Pesquisa apontou que 66% dos brasileiros são contrários as mudanças nas regras da aposentadoria e dos benefícios sociais como deseja o governo. Segundo as estatísticas, 62% da população considera a reforma desnecessária, contra 28,9% que afirmam ser preciso mudar o sistema atual.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247