Para oposição, Rui prioriza a política partidária

A oposição na Assembleia Legislativa é unânime ao avaliar que o governador Rui Costa não surpreendeu na nomeação de sua equipe de governo ao "apresentar quadros pouco relevantes para alguns postos"; "Ele criou uma enorme expectativa que não se cumpriu", diz Luciano Simões (PMDB); líder da minoria na Casa, Sandro Régis (DEM), foi mais direto ao se referir às primeiras negociações políticas e à retaliação feita ao presidente estadual do PDT, Félix Mendonça; "O Estado da Bahia é eminentemente agrícola. Como podemos achar certo que se troque em menos de um mês o titular da pasta de Agricultura? O governador começou o governo dando muito mais enfoque à parte política"

A oposição na Assembleia Legislativa é unânime ao avaliar que o governador Rui Costa não surpreendeu na nomeação de sua equipe de governo ao "apresentar quadros pouco relevantes para alguns postos"; "Ele criou uma enorme expectativa que não se cumpriu", diz Luciano Simões (PMDB); líder da minoria na Casa, Sandro Régis (DEM), foi mais direto ao se referir às primeiras negociações políticas e à retaliação feita ao presidente estadual do PDT, Félix Mendonça; "O Estado da Bahia é eminentemente agrícola. Como podemos achar certo que se troque em menos de um mês o titular da pasta de Agricultura? O governador começou o governo dando muito mais enfoque à parte política"
A oposição na Assembleia Legislativa é unânime ao avaliar que o governador Rui Costa não surpreendeu na nomeação de sua equipe de governo ao "apresentar quadros pouco relevantes para alguns postos"; "Ele criou uma enorme expectativa que não se cumpriu", diz Luciano Simões (PMDB); líder da minoria na Casa, Sandro Régis (DEM), foi mais direto ao se referir às primeiras negociações políticas e à retaliação feita ao presidente estadual do PDT, Félix Mendonça; "O Estado da Bahia é eminentemente agrícola. Como podemos achar certo que se troque em menos de um mês o titular da pasta de Agricultura? O governador começou o governo dando muito mais enfoque à parte política" (Foto: Romulo Faro)

Lilian Machado/Tribuna da Bahia - Os deputados da bancada de oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) são unânimes ao avaliar que o governador Rui Costa (PT) não surpreendeu na nomeação de sua equipe de governo ao "apresentar quadros pouco relevantes para alguns postos."

Os oposicionistas se referiram ao critério técnico e ao planejamento da gestão que teriam ficado em segundo plano, sendo privilegiados a parte política e o uso da máquina como barganha política. "Ele criou uma enorme expectativa que não se cumpriu, e o que vemos é um clima de desgaste muito grande", disse Luciano Simões (PMDB) - à direita.

O líder da minoria na AL-BA, deputado Sandro Régis (DEM) - à esquerda, foi mais direto ao se referir às primeiras negociações políticas e à retaliação feita ao presidente estadual do PDT, Félix Mendonça.

"O Estado da Bahia é eminentemente agrícola. Como podemos achar certo que se troque em menos de um mês o titular da pasta de Agricultura? O governador começou o governo dando muito mais enfoque à parte política", censurou, numa alusão à saída da indicada de Félix, Fernanda Mendonça, provocada pela aliança do deputado com o prefeito ACM Neto (DEM), considerado o maior líder da oposição no estado.

Conforme os oposicionistas, a articulação com o PTN foi motivada com o fim de desgastar politicamente o prefeito. "Ele pegou o Detran e deu ao PTN apenas para desestabilizar o prefeito na Câmara de Vereadores", apontou.

Questionados sobre a relação da base na Assembleia com o governo, eles sinalizaram o "desânimo", diante da negativa do governo em liberar recursos e obras para o interior.

O desgaste do Partido dos Trabalhadores, diante da atual política, também foi citado. A avaliação de Régis é de que após os últimos episódios de investigação sobre atos de corrupção e as recentes medidas que restringem o poder de compra dos brasileiros, "o PT tem perdido a blindagem popular". "O PT se protegia com a sua popularidade, mas está perdendo essa ligação com o povo, ficando cada vez mais vulnerável".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247