Para PT, 'oposição é contra participação popular'

Líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE) reagiu ao posicionamento do DEM e do PSDB em tentar barrar o projeto da presidente Dilma Rousseff que cria conselhos populares em órgãos públicos;“Por que essa resistência em dar mais poder de participação aos brasileiros para gerir os próprios rumos? Por que essa raiva em dar mais voz ao cidadão no exercício do regime democrático?", questionou o senador

Para PT, 'oposição é contra participação popular'
Para PT, 'oposição é contra participação popular' (Foto: Marcos Oliveira)

Pernambuco 247 - O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), reagiu ao posicionamento do DEM e do PSDB em tentar barrar o projeto da presidente Dilma Rousseff (PT) visando a criação de conselhos populares em órgãos públicos, que segundo a oposição, teriam seus membros indicados pelo governo. Para o parlamentar, a resistência no Congresso Nacional para impedir a implementação da Política Nacional de Participação Social (PNPS) e o Sistema Nacional de Participação Social (SNPS), “causa profunda estranheza”.

“Por que essa resistência em dar mais poder de participação aos brasileiros para gerir os próprios rumos? Por que essa raiva em dar mais voz ao cidadão no exercício do regime democrático? Será que alguns neste país continuam se achando melhores do que o conjunto da população e seguem considerando o povo incapaz de opinar sobre as políticas públicas que são do seu interesse direto?”, questionou o senador do alto da tribuna.

Humberto explicou que se trata de uma medida legal, baseada na Constituição, que impulsiona a participação popular em várias etapas da construção das políticas públicas que vão servir à própria sociedade.

“Conselho e comissão de políticas públicas, conferência nacional, ouvidoria, mesa de diálogo, fórum interconselhos, audiência e consulta públicas e um ambiente virtual de participação social darão uma nova e mais profunda dimensão à democracia do Brasil neste começo do Século 21”, avalia.

Para o líder do PT, o comportamento da oposição é questionável. “Estranhem aqueles que querem excluir você, cidadão, dos processos decisórios. O discurso de que isso é uma usurpação do poder do Congresso é balela! O povo, por meio de nós, que somos seus representantes eleitos, continuará exercendo na Câmara e no Senado o seu poder”, concluiu.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247