Partidos disputam suplência de Jaques Wagner ao Senado

Como em política ‘seguro morreu de velho”, partidos da base aliada do governador Rui Costa ainda vêm possibilidade de Jaques Wagner disputar o cargo de presidente; apesar das negativas do ex-ministro de que o único plano é ‘Lula candidato’, o PSB, PP e PCdoB lutam para ficar como suplente de Senador de Wagner de olho nessa possibilidade; alvoroço é crescente na política baiana

Jaques Wagner
Jaques Wagner (Foto: Voney Malta)

Bahia 247 – Como discurso de que não é pré-candidato à Presidência no lugar do ex-presidente Lula, o ex-ministro Jaques Wagner (PT) disse aos presentes, em Curitiba, durante um ato de defesa do líder petista nesta quinta-feira (7), que "Não existe plano A, B, C, Z ou Y. Apenas o plano ‘L’ de Lula candidato e Lula Presidente.

Entretanto, como voltou a circular a candidatura presidencial de Wagner após o T aparecer melhor posicionado em recentes pesquisas de intenção de voto na corrida ao Palácio do Planalto e um temor crescente de que a candidatura de Lula será impugnada em função da Lei da Ficha Limpa, vários partidos baianos lutam para ficar como suplente ao Senado. Ou seja, caso ele saia para presidente, seria natural politicamente que o primeiro suplente ocupasse o seu lugar.

Com isso, PSB, PP e PCdoB na Bahia já estão em alvoroço. Apesar de o governador Rui Costa (PT) ter dado inúmeros sinais de que a segunda vaga à senatoria ficará com o PSD, provavelmente  com o deputado estadual Ângelo Coronel, segundo reportagem de Henrique Brinco na Tribuna da Bahia (leia aqui).

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247