Partidos preparam adesões à reeleição de Sandoval

Nos próximos 10 dias o governador Sandoval Cardoso (SD) irá receber adesões de partidos com peso eleitoral e de líderes políticos expressivos ao projeto de sua reeleição; nesta quinta-feira, 5, o PR se reúne e deve anunciar que estará junto com o Solidariedade na campanha; na sexta-feira, 6, é a vez do senador Vicentinho Alves (SD), que promete reunir cerca de 100 prefeitos em Porto Nacional para dizer que está dentro do projeto; no próximo dia 14 o PRB, do deputado César Halum, também irá anunciar adesão à reeleição de Sandoval; exatos 30 dias após sua eleição na Assembleia, Sandoval já está conseguindo aglutinar 10 grandes partidos em uma coalizão que pode render-lhe cerca de 13 minutos de programa eleitoral na campanha

Nos próximos 10 dias o governador Sandoval Cardoso (SD) irá receber adesões de partidos com peso eleitoral e de líderes políticos expressivos ao projeto de sua reeleição; nesta quinta-feira, 5, o PR se reúne e deve anunciar que estará junto com o Solidariedade na campanha; na sexta-feira, 6, é a vez do senador Vicentinho Alves (SD), que promete reunir cerca de 100 prefeitos em Porto Nacional para dizer que está dentro do projeto; no próximo dia 14 o PRB, do deputado César Halum, também irá anunciar adesão à reeleição de Sandoval; exatos 30 dias após sua eleição na Assembleia, Sandoval já está conseguindo aglutinar 10 grandes partidos em uma coalizão que pode render-lhe cerca de 13 minutos de programa eleitoral na campanha
Nos próximos 10 dias o governador Sandoval Cardoso (SD) irá receber adesões de partidos com peso eleitoral e de líderes políticos expressivos ao projeto de sua reeleição; nesta quinta-feira, 5, o PR se reúne e deve anunciar que estará junto com o Solidariedade na campanha; na sexta-feira, 6, é a vez do senador Vicentinho Alves (SD), que promete reunir cerca de 100 prefeitos em Porto Nacional para dizer que está dentro do projeto; no próximo dia 14 o PRB, do deputado César Halum, também irá anunciar adesão à reeleição de Sandoval; exatos 30 dias após sua eleição na Assembleia, Sandoval já está conseguindo aglutinar 10 grandes partidos em uma coalizão que pode render-lhe cerca de 13 minutos de programa eleitoral na campanha (Foto: Aquiles Lins)

Tocantins 247 - À medida que vai se aproximando o período das convenções partidárias, as articulações comandadas pelo governador Sandoval Cardoso (SD) para aglutinar o maior número de partidos em torno do projeto de sua reeleição vai começando a sair dos bastidores e tomar contornos públicos.

Depois do PP declarar o fim da chamada Terceira Via e anunciar adesão à reeleição de Sandoval, outras legendas de expressão eleitoral se preparam para fazer o mesmo. A primeira será o PR, partido do vice-governador Tom Lyra. Comandado pelo prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas, o PR se reúne nesta quinta-feira, 5, às 18 horas na sede do partido, em Palmas, oficialmente para decidir a chapa majoritária que o partido vai apoiar na campanha eleitoral até outubro. Na prática, o partido vai anunciar que irá apoiar a reeleição de Sandoval.

O motivo é simples. O PR tocantinense tem a missão outorgada pela Executiva Nacional de eleger ao menos um deputado federal, que é o que conta em Brasília. Além disso, o partido pretende manter suas duas cadeiras na Assembleia – dos deputados José Bonifácio e Luana Ribeiro, e até ampliar esse número. E o partido observou que as condições para lograr êxito nessa missão estão melhores no grupo do Palácio Araguaia.

PRB

No próximo dia 14 será a vez do PRB anunciar que também embarca no projeto de reeleição de Sandoval Cardoso. O partido presidido pelo deputado federal César Halum fará uma reunião em Araguaína para anunciar a decisão do seu grupo político, depois que intensificaram-se as conversas entre ele e o governador.

Halum também ouviu sua base e a maioria dos prefeitos, vereadores e líderes que o apoiam externaram o desejo de estar com o governo na empreitada. O parlamentar vem recebendo apoio de vários líderes da base governista para ser o candidato do grupo ao Senado, mas tem insistido que a campanha na qual irá entrar é para reeleição na Câmara Federal.

Vicentinho dentro

Outro apoio de peso que o governador Sandoval Cardoso irá receber, já nesta sexta-feira, 6, vem do senador Vicentinho Alves, seu companheiro de partido. Numa reunião em Porto Nacional, que promete reunir cerca de 100 prefeitos, Vicentinho irá acabar de vez com as especulações de que ele estaria insatisfeito no grupo do governo.

Na ocasião, o senador irá lançar a pré-candidatura do filho, Vicentinho Júnior, a deputado federal, pelo PSB. O partido comandado pelo prefeito de Gurupi, Laurez Moreira, se reuniu nessa segunda-feira, 2, está praticamente fechado com o Palácio Araguaia.

Com apenas 30 dias depois de eleito governador pela Assembleia Legislativa, Sandoval Cardoso já conseguiu aglomerar na sua pré-campanha 10 partidos de peso em torno de sua reeleição: SD, PSDB, PTB, DEM, PP, PR, PEN, PRB, PSB, PDT. Sem falar no PPS, que enfrenta a possibilidade de uma candidatura própria a governador, mas pode fechar com o governo, e outras legendas menores. Estima-se que o candidato governista contará com cerca de 13 minutos de programa eleitoral de rádio e TV, a partir de agosto.

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247