Patrus: governo destrói políticas voltadas aos mais pobres

Deputado Patrus Ananias (PT-MG), ex-ministro de Desenvolvimento Agrário da presidente eleita Dilma Rousseff, criticou a exoneração de 33 funcionários de atividades da Secretaria de Segurança Alimentar e Nutricional e da Secretaria de Assistência Social, órgãos que integravam a estrutura do MDA; "Mostra-se incansável na sanha de desmontar estruturas e políticas públicas, como evidenciam seus esforços de devastação não apenas do MDA e do MDS, mas, entre outras, também das áreas da Saúde e da Cultura", afirmou; "Michel Temer e seus companheiros de facção restabeleceram uma velha ordem da tradição brasileira: a de que o que é bom para o povo, é ruim para o governo"

Deputado Patrus Ananias (PT-MG), ex-ministro de Desenvolvimento Agrário da presidente eleita Dilma Rousseff, criticou a exoneração de 33 funcionários de atividades da Secretaria de Segurança Alimentar e Nutricional e da Secretaria de Assistência Social, órgãos que integravam a estrutura do MDA; "Mostra-se incansável na sanha de desmontar estruturas e políticas públicas, como evidenciam seus esforços de devastação não apenas do MDA e do MDS, mas, entre outras, também das áreas da Saúde e da Cultura", afirmou; "Michel Temer e seus companheiros de facção restabeleceram uma velha ordem da tradição brasileira: a de que o que é bom para o povo, é ruim para o governo"
Deputado Patrus Ananias (PT-MG), ex-ministro de Desenvolvimento Agrário da presidente eleita Dilma Rousseff, criticou a exoneração de 33 funcionários de atividades da Secretaria de Segurança Alimentar e Nutricional e da Secretaria de Assistência Social, órgãos que integravam a estrutura do MDA; "Mostra-se incansável na sanha de desmontar estruturas e políticas públicas, como evidenciam seus esforços de devastação não apenas do MDA e do MDS, mas, entre outras, também das áreas da Saúde e da Cultura", afirmou; "Michel Temer e seus companheiros de facção restabeleceram uma velha ordem da tradição brasileira: a de que o que é bom para o povo, é ruim para o governo" (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Minas 247 - O deputado federal Patrus Ananias (PT-MG), ex-ministro de Desenvolvimento Agrário do governo eleito da presidente Dilma Rousseff, criticou nesta sexta-feira, 29, a decisão do presidente interino Michel Temer, que exonerou 33 funcionários de atividades da Secretaria de Segurança Alimentar e Nutricional e da Secretaria de Assistência Social, órgãos que integravam a estrutura do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome.

"A escalada de devastação do antigo MDS compromete gravemente dois dos programas decisivos na estratégia de combate à fome adotada, com inquestionável êxito, pelos governos Lula e Dilma. O governo ruinoso de Temer agora fere de morte o Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar (PAA), que já esvaziara logo no início de sua sanha destruidora, e o Programa Cisternas (Programa Nacional de Apoio à Captação de Água de Chuva e outras Tecnologias Sociais)", afirmou Patrus, em nota à imprensa. 

"Orientado por objetivos e compromissos opostos aos nossos, o governo dos golpistas entrega-se à tarefa de esvaziar e mesmo eliminar problemas como aqueles. Mostra-se incansável na sanha de desmontar estruturas e políticas públicas, como evidenciam seus esforços de devastação não apenas do MDA e do MDS, mas, entre outras, também das áreas da Saúde e da Cultura", acrescentou.

Leia na íntegra a nota de Patrus Ananias:

"Mais destruição na área social

Os golpistas reunidos em volta de Michel Temer demonstram dia a dia, semana a semana, altíssima capacidade para produzir e executar perversidades contra a maioria do povo brasileiro e contra o Brasil.

Somam-se evidências disso. A missão destruidora de programas sociais que o governo ilegítimo de Temer cumpre zelosa e cotidianamente, a serviço de interesses contrários aos da maioria do povo, alcançou nas últimas horas um patamar ainda mais dramático e ameaçador para o país e, de modo especial, para os brasileiros e as brasileiras mais necessitados de políticas públicas nos campos e nas cidades.

A edição de hoje do Diário Oficial da União exibe, como atentado mais recente praticado pelos golpistas contra as populações pobres, o desmonte da Secretaria de Segurança Alimentar e Nutricional e da Secretaria de Assistência Social – órgãos que integravam a estrutura do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome e que foram precariamente absorvidos, no governo provisório, pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário.

Portarias publicadas no DOU exoneram 33 funcionários do ministério – mais de 20 em atividades nas duas secretarias.

A escalada de devastação do antigo MDS compromete gravemente dois dos programas decisivos na estratégia de combate à fome adotada, com inquestionável êxito, pelos governos Lula e Dilma. O governo ruinoso de Temer agora fere de morte o Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar (PAA), que já esvaziara logo no início de sua sanha destruidora, e o Programa Cisternas (Programa Nacional de Apoio à Captação de Água de Chuva e outras Tecnologias Sociais).

O PAA garante à agricultora e ao agricultor familiar o preço justo na colheita, e atende, com os alimentos adquiridos, pessoas, famílias, comunidades em situação de vulnerabilidade alimentar. E o Programa Cisternas foi e continua sendo essencial, ao lado de outros programas e outras ações, para as famílias assoladas pela seca no semiárido, inclusive na região onde nasci, o Norte de Minas.

São programas vitais, estratégicos, que permitiram a nossos governos conduzir o Fome Zero a seus mais altos objetivos.

Orientado por objetivos e compromissos opostos aos nossos, o governo dos golpistas entrega-se à tarefa de esvaziar e mesmo eliminar problemas como aqueles. Mostra-se incansável na sanha de desmontar estruturas e políticas públicas, como evidenciam seus esforços de devastação não apenas do MDA e do MDS, mas, entre outras, também das áreas da Saúde e da Cultura.

Michel Temer e seus companheiros de facção restabeleceram uma velha ordem da tradição brasileira: a de que o que é bom para o povo, é ruim para o governo.

Patrus Ananias"

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247